Os números do Angola AMPS 2009

A Marktest Angola partilha com a Marktest.com Notícias alguns dos números do seu terceiro estudo Angola AMPS- All Media and Products Study relativo a 2009.

Grupo Marktest, 20 outubro 2009

A Marktest Angola divulgou recentemente os resultados do seu terceiro estudo AMPS- All Media and Products Study relativo a 2009, num encontro no Hotel Alvalade, em Luanda, que contou com as intervenções de Jorge Fonseca Ferreira, CEO do Grupo Marktest, Filipa Oliveira, Directora Geral da Marktest Angola, e Paula Caetano, Gestora de Projectos da empresa.

Na ocasião, foram apresentados alguns resultados desta edição do Angola AMPS 2009, que agora divulgamos.

Segundo este estudo, 55.7% dos residentes na Grande Luanda com 15 e mais anos costuma ler ou folhear jornais e/ou revistas. Este número sobe para os 90.1% junto dos angolanos da classe B e para 92.3% junto da classe A. O Jornal de Angola é o mais lido, com 37.9% de cobertura máxima, seguido pelo Jornal dos Desportos, com 21.1%.

94% do universo em análise costuma ver televisão, sendo a TPA 2 o canal mais visto, por 82.8% dos residentes na Grande Luanda. A TPA1 obtém 80.0% de audiência total e a TV Zimbo 68.5%.

80.7% dos residentes na Grande Luanda com 15 e mais anos tem telemóvel, uma percentagem que atinge um máximo de 86.5% junto dos jovens dos 20 aos 24 anos e um mínimo de 72.8% junto dos jovens dos 15 aos 19 anos.

14.7% destes angolanos têm acesso à Internet, um meio que abrange 91.7% dos indivíduos da classe A mas apenas 2.0% dos que pertencem à classe E.

Outros dados disponíveis sobre o mercado angolano:

  • 86% dos inquiridos afirmou utilizar o táxi/candongueiro como modo de deslocação;
  • 7% dos inquiridos costuma viajar para fora de Angola;
  • As marcas de refrigerantes são as mais frequentemente recordadas a nível de publicidade;
  • 53% dos inquiridos afirmou acreditar na maioria dos anúncios (publicidade) que vê/ ouve;

Para além do AMPS, a Marktest Angola actua ainda na área do Media Monitoring, com os serviços de PubliMonitor (Monitorização de Investimentos Publicitários) e Clipping Angola (Observatório de Notícias na Comunicação Social). Os estudos à medida das necessidades do cliente são o terceiro vértice em que se apoia a actuação da empresa.

Consulte o Documento de Apresentação da Marktest Angola para mais detalhes ou contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Notícias relacionadas

Do mesmo tema: Notícias do Grupo Marktest

O Grupo Marktest autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Grupo Marktest e outras fontes por ele citadas

Notícias recentes

Notícias da mesma semana

Antigas

Era notícia há um ano
Era notícia há dois anos
Era notícia há três anos

Arquivo

1 setembro 2015