Filipe Pinto é o novo Ídolo

A 3ª edição do Ídolos chegou ao fim e a MediaMonitor analisa as audiências deste concurso musical.

MediaMonitor,  17 fevereiro 2010

A 3ª edição do concurso musical Ídolos chegou ao fim. Durante 23 programas, Cláudia Vieira e João Manzarra percorreram o país em busca do verdadeiro talento musical português, sujeito ao julgamento do júri composto por Mário Moura, Roberta Medina, Laurent Filipe e Pedro Boucherie. O grande vencedor foi Filipe Pinto, premiado com um curso de voz de seis meses na London Music School.

Os 23 programas transmitidos registaram 12.1% de audiência média e 38.5% de share. Na emissão de estreia, a 4 de Outubro de 2009, o programa obteve 12% de audiência média e 35.5% de share, para se despedir no último domingo, a 14 de Fevereiro, com 13.3% de audiência média e 40.8% de share. No entanto, o melhor registo foi alcançado a 13 de Dezembro de 2009 com 14.1% de audiência média e 46.1% de share.

Os 23 programas foram vistos por 86.3% dos indivíduos que constituem o universo, o que equivale a 8.164.600 contactos, sendo que 75% da audiência foi alcançada nas sete primeiras emissões.

No perfil de audiência, e por região, o Ídolos registou a melhor adesão no Litoral Norte e junto da população residente no Interior do país. Por classe social, o melhor consumo de audiência manifestou-se junto dos indivíduos da Classe C2, com um registo acima dos 30%. Em relação ao género, a melhor adesão foi da população Feminina. Na faixa etária, este concurso registou a melhor adesão junto da população jovem (15-24 anos) e no alvo 35-44 anos. Cada alvo foi responsável por 19% da audiência.

Análise realizada pela MediaMonitor com base em dados retirados do MMW/Telereport.

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Em Agenda

14 maio 2018
Experiential Marketing Summit - Marketer 
São Francisco, EUA, 14 a 16 de maio de 2018 ,
30 maio 2018
GEN Summit - Global Editors Network 
De acordo com a página deste evento, vão ser abordados temas como o papel da inteligência artificial no ecossistema editorial e como é que os meios de comunicação podem adoptar a inteligência artifical de modo a beneficiar as redações.
Pátio da Galé, Lisboa, 30 de maio a 1 de junho de 2018 ,

mais acontecimentos em Agenda