Transações de prédios reanimam

As estatísticas do INE mostram que as transações de prédios estão a reanimar depois de um período de forte quebra.

Grupo Marktest,  8 novembro 2016

Segundo os dados do INE, acessíveis no sistema de geomarketing Sales Index da Marktest e na sua aplicação web Municípios Online, foram transacionados 148 518 prédios em 2014. Este valor corresponde a uma subida de 4.7% face ao ano anterior. Desde 2002, o número de prédios transacionados no país tem decrescido todos os anos, à exceção de 2005, 2010 e 2014..

Estes prédios foram transacionados em 2014 por um valor superior a 12 mil milhões de euros, o que corresponde a um acréscimo de 13.5% face ao ano anterior. Em 2013 também se havia registado um crescimento homólogo de 12.5%, quebrando uma série de seis anos consecutivos de quebras neste indicador.

Os prédios transacionados em 2014 tiveram assim um valor médio de 82 mil euros, o valor mais elevado dos últimos 3 anos. Apesar da alteração de tendência nos últimos anos, o valor está ainda aquém do observado em 2010, momento que precedeu a quebra mais significativa do período em análise.

Uma análise do valor médio por transação ao nível concelhio mostra como, em 2014, foi no concelho de Azambuja que este valor foi o mais elevado, de 576 mil euros. Em Cascais esse valor médio foi de 267 mil euros. Acima de 200 mil euros, estão também as transações registadas nos concelhos de Lisboa, Porto e Grândola.

Consulte aqui mais informação sobre estes ratings e a aplicação Municípios Online ou contacte-nos para mais informações.

Do mesmo tema: Estudos sobre os Concelhos/Regiões

O Grupo Marktest autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Grupo Marktest e outras fontes por ele citadas

Notícias recentes

Notícias da mesma semana

Antigas

Era notícia há um ano
Era notícia há dois anos
Era notícia há três anos

Arquivo

24 julho 2017