Como será 2017 em termos económicos?

Este foi o tema de uma sondagem da Win Gallup International, que mostra opiniões globais divididas e diferenças entre os 66 países em análise.

Grupo Marktest,  14 fevereiro 2017

"Em comparação com este ano, em sua opinião, 2017 será, para o seu país, um ano de prosperidade económica, de dificuldade económica ou permanecerá o mesmo? " Esta foi a pergunta que a Win Gallup International, network internacional à qual a Marktest se encontra associada, colocou aos habitantes de 66 países do mundo.

Apenas 29% dos inquiridos a nível global estão otimistas antecipando um ano de prosperidade económica. Pelo contrário, 32% entendem que 2017 será um ano de dificuldades económicas e 33% acham que será igual ao ano transato, havendo ainda 7% de não respostas. Estes valores mostram que a opinião global dos inquiridos se encontra bastante dividida.

Os resultados revelam ainda diferenças muito significativas entre os vários países em análise. Se no Bangladesh ou no Gana 81% e 73% dos inquiridos acreditam que este ano será um ano de prosperidade económica, já na Coreia do Sul, Grécia ou México este valor não excede os 7%.

Entre os mais pessimistas, estão ainda Hong Kong e Ucrânia, regiões onde 64% e 62% dos inquiridos antecipam dificuldades económicas para este ano.

Portugal está entre os 31 países mais otimistas, com 27% a considerar que 2017 será um ano de prosperidade económica, 22% a entender que será de dificuldades económicas e 47% a pensar que se manterá igual ao ano anterior, havendo ainda 3% que não soube ou não respondeu à questão.

O mapa representa a opinião dos que entendem que 2017 será um ano de prosperidade económica, onde podemos constatar que em alguns países de África e na Ásia o otimismo supera os valores médios.

Em termos de continentes, confirmamos esta mesma constatação e vemos como é na União Europeia que mais pessimistas se mostram os entrevistados, com apenas 17% a considerar que 2017 será um ano de prosperidade, face a 25% que antecipam dificuldades económicas e 41% que entendem que as condições económicas se manterão e 7% não respondem.

O estudo da Win Gallup foi realizado entre Outubro e Dezembro de 2016, junto de uma amostra de 68 759 entrevistados, residentes em 69 países de todas as regiões do Mundo. Em Portugal, a Marktest foi a responsável pela recolha de informação, que consistiu num estudo online junto de uma amostra de 1007 indivíduos com 18 e mais anos.

A Marktest é associada da WIN-Gallup International desde o início de 2012. A rede Worldwide Independent Network/Gallup International Association (WIN/GIA) é composta pelas 67 maiores empresas independentes de estudos e mercado e sondagens de opinião a nível global, que em conjunto representam mais de 600 milhões de USD em receitas e 89% do mercado mundial. A Marktest foi a empresa portuguesa seleccionada para fazer parte desta rede, estando a partir de agora apetrechada com ferramentas que nos permitem responder de forma ainda mais integrada às necessidades dos nossos clientes.

Notícias relacionadas

Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Notícias internacionais

Do mesmo tema: Notícias internacionais

O Grupo Marktest autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Grupo Marktest e outras fontes por ele citadas

Notícias recentes

Notícias da mesma semana

Antigas

Era notícia há um ano
Era notícia há dois anos
Era notícia há três anos

Arquivo

Em Agenda

Asia Pacific 2017
Null
Xangai, China, 17 a 19 de maio de 2017,
Client Forum in 2017
Amesterdão, Holanda, 9 de junho de 2017,

mais acontecimentos em Agenda

24 fevereiro 2017