Posse de seguro de vida puro risco tende a baixar

Os dados do estudo Basef Seguros da Marktest mostram uma baixa no número de portugueses com seguro de vida puro risco.

Grupo Marktest,  7 novembro 2017

De acordo com os dados de janeiro a setembro de 2017 do estudo Basef Seguros da Marktest, um milhão e 541 mil indivíduos possuem seguro de vida puro risco, o que corresponde a 18.0% dos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Depois de uma tendência de crescimento na penetração deste produto observada entre 2005 e 2008, tem-se verificado uma tendência de quebra desde essa data apenas invertida em 2015, quando se observou um pequeno acréscimo de 0.2 pontos percentuais. Os dados até ao momento mostram de novo uma nova quebra em 2017.

A idade e a classe social são as variáveis que apresentam maior heterogeneidade de comportamentos face à posse deste seguro, revelando taxas de penetração muito diferenciadas entre os indivíduos.

Este tipo de seguros encontra penetração superior à média do universo junto dos homens (19.6%), da população entre os 35 e os 44 anos (37.0%), dos residentes no Litoral Centro (22.4%) e dos indivíduos das classes sociais alta e média alta (30.3%).

Pelo contrário, as taxas mais baixas de posse do produto são registadas junto dos jovens dos 15 aos 24 anos e dos idosos com mais de 64 anos, dos indivíduos das classes mais baixas e dos residentes no Interior Norte.

Esta análise foi realizada com base nos resultados de janeiro a setembro de 2017 do estudo Basef Seguros da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda

25 janeiro 2018
Kids & Youth Insights - MRS - The Market Research Society 
Londres, Inglaterra, 25 de janeiro de 2018 ,
8 fevereiro 2018
Social Media Research Summit - MRS - The Market Research Society 
Londres, Inglaterra, 8 de fevereiro de 2018 ,

mais acontecimentos em Agenda