Metodologia MRM

 

 

A recolha da informação que serve de base ao MRM, é realizada em regime de exclusividade para o cliente que subscreve o estudo.
As entrevistas serão conduzidas com recurso a entrevistas de auto-preenchimento online (CAWI – Computer Assisted Web Interview ).
Junto de um universo de indivíduos com idades compreendidas entre os 15/64 anos, será recolhida uma amostra de 1000 ou 2000 entrevistas, de acordo com a opção mais indicada, para a marca/organização/entidade em análise.

As amostras de estudo são desenhadas de forma proporcional ao universo em estudo, tendo em consideração as variáveis género, idade e região Marktest.
Para estimar o modelo de Reputação da marca, é utilizado como método de estimação o PLS (Partial Least Squares), método que também utilizamos em estudos de Satisfação de Clientes, e que consiste na minimização da variância dos resíduos das variáveis.

 

Apresentação do Modelo MRM

Foi definido um modelo estrutural de modo a estimar a Reputação das marcas . Este modelo estrutural subdivide-se no modelo estrutural e no modelo de medida:

  • O modelo estrutural corresponde às relações entre as variáveis latentes (variáveis não observáveis que são medidas indirectamente através de um conjunto de variáveis de medida);
  • O modelo de medida, que relaciona as variáveis latentes com as respectivas variáveis de medida.

O índice de Reputação da marca é explicado por oito variáveis latentes antecedentes:

  • Publicidade
  • Comunicação
  • Visão e Liderança
  • Sustentabilidade/Responsabilidade Social
  • Produtos e Serviços
  • Emocional
  • Atractividade/Ambiente de Trabalho
  • Desempenho

As oito variáveis do modelo estrutural são variáveis latentes, não sendo possível serem observadas directamente.
Assim, cada uma destas variáveis está associada a um conjunto de indicadores, ou variáveis de medida, obtidos directamente através do questionário junto dos clientes de cada marca. As relações entre as variáveis latentes e as variáveis de medida constituem o modelo de medida.