Dossiers / Barómetro Político Último mês: Novembro de 2013

Nesta página encontra alguns dados do Barómetro Político Marktest.

Ficha técnica de Abril de 2009

A presente sondagem é da responsabilidade da seguinte entidade:

Marktest, Marketing. Organização, Formação Lda.
Rua de São José nº 183 1169-116 Lisboa

A Marktest está creditada para fazer sondagens junto da ERC através de credenciação nº3/Sond-CR/2007 , de 23 de Maio de 2007.

A Marktest faz parte da Apodemo (Associação Portuguesa de Empresas de Estudos de Mercado e Opinião), de que é membro fundador.

A Marktest subscreve o Código da Esomar (European Society for Opinion and Marketing Research).

Os resultados desta sondagem são para serem publicados no site www.marktest.com

Equipa responsável pela realização da sondagem

Concepção metodológica: Luís Queirós - Presidente do Grupo Marktest.
Coordenação geral e técnica: Bárbara Gomes, Directora da Direcção de Estudos Sectoriais
Assistência técnica: Patrícia Alves, Coordenadora Técnica

Não participaram na sondagem consultores ou outros fornecedores exteriores à empresa

Objectivos da sondagem

Análise da Intenção de Voto para a Assembleia da República.
Avaliação da Imagem de líderes partidários
Avaliação da Imagem do Presidente da República
Índice de Expectativa Económica

Metodologia

Universo do estudo:O Universo deste estudo é constituído por indivíduos de ambos os sexos com idade igual ou superior a 18 anos, residentes em Portugal Continental.
8 973 776 Indivíduos Fonte: DGAI dados de 31 de Dezembro de 2011.

Amostra:

A amostra deste estudo é constituída por um total de 803 inquiridos.
A amostra apresenta-se distribuída geograficamente da seguinte forma:

Gr.Lisboa .................. 159 entrevistas
Gr.Porto .................... 88 entrevistas
Litoral Centro ............. 133 entrevistas
Litoral Norte .............. 157 entrevistas
Interior Norte ............. 178 entrevistas
Sul ......................... 88 entrevistas

Quanto às variáveis sexo e idade, a amostra apresenta-se distribuída da seguinte forma:

Sexo:
Masculino................... 376 entrevistas
Feminino ................... 427 entrevistas
Idade:
18/34 anos ................. 246 entrevistas
35/54 anos ................. 280 entrevistas
Mais de 54 anos ............ 277 entrevistas

Metodologia da selecção da amostra

A selecção dos lares a serem contactados foi efectuada aleatoriamente, a partir da base de telefones residenciais disponíveis em Portugal Continental. Esta base foi construída pela Marktest, a partir da base de telefones residenciais disponíveis em Portugal Continental dos operadores Portugal Telecom e Cabovisão.

Os telefones seleccionados foram extraídos aleatoriamente desta base, através de um software proprietário desenvolvido para o efeito, de forma proporcional ao número de entrevistas a realizar em cada Região Marktest/Distrito/Concelho. Os entrevistadores não tiveram qualquer participação na selecção dos números de telefone. Existe um condicionalismo que impõe que o número seleccionado não tenha sido utilizado neste mesmo estudo num período recente (12 meses).

A selecção dos entrevistados, um em cada lar, foi efectuada através do método de quotas tendo em consideração as seguintes varíaveis : sexo, idade e região do entrevistado.

A amostra prevista era de 800 entrevistas e a amostra final do estudo é de 803 entrevistas .

Recolha da Informação

A recolha da informação foi efectuada através do método da entrevista telefónica com recurso ao Sistema CATI (Computer Assisted Telephone Interview), sobre o qual é possível obter mais informação aqui.

Foi utilizado um questionário estruturado contendo perguntas fechadas e abertas.

O processo de recolha de informação decorre da seguinte forma:

o entrevistador selecciona a Região Marktest e o Distrito onde irá realizar a entrevista;

o computador automaticamente selecciona e apresenta um número de telefone no écran. Esse número é digitado pelo entrevistador no aparelho telefónico. Feita a tentativa de contacto com o lar, o entrevistador aguarda pelo resultado :

- se não é estabelecido contacto com o lar, regista-se o tipo de Comunicação Não Estabelecida (Ver Quadro I- Total de Contactos) e reinicia-se o processo de marcação de novo nº de telefone ;
- se é estabelecido o contacto telefónico, o entrevistador, após uma breve apresentação de si próprio e da empresa, confirma:
Se aquele nº de telefone corresponde a uma casa particular; em caso afirmativo prossegue, caso contrário este nº de telefone passa a estar indisponível porque é considerado como Fora de Universo;
Se o seu interlocutor reside naquele lar e faz parte daquele agregado familiar; em caso afirmativo prossegue, caso contrário pede-se para falar com alguém que reside naquele agregado e dele faça parte , se tal não fôr possível é registada um contacto com ausência ou seja o nº de telefone voltará a estar disponível mais tarde, para novo contacto (com alguém que faça parte desse agregado familiar);
Se o seu interlocutor ou alguém daquele agregado trabalha ou tabalhou numa empresa de estudos de mercado, numa agência de publicidade ou nalgum orgão de comunicação social: em caso afirmativo e porque esta pergunta constitui filtro para a continuação da entrevista, este nº de telefone passa a estar indisponível porque é considerado como Fora de Universo.

após este primeiro processo de selecção, o entrevistador pode prosseguir com a entrevista, obdecendo às quotas pré-definidas para selecção do entrevistado e aqui surgem 4 situações possíveis :

- no lar não reside ninguém com a quota de sexo e idade pretendida e o nº telefone é abandonado , registando-se um contacto Fora de Quotas;
- no lar reside alguém com a quota de sexo e idade pretendida, mas que de momento não se encontra e o nº telefone é abandonado temporariamente ou registada uma nova hora para recontacto, registando-se um contacto de Ausência;
- no lar reside alguém com a quota de sexo e idade pretendida, mas que de momento não quer conceder a entrevista e o nº telefone é abandonado definitivamente, registando-se um contacto de Recusa;
- no lar reside alguém com a quota de sexo e idade pretendida, e que acede a colaborar respondendo à entrevista; concluída a entrevista, este nº de telefone fica obviamente indisponível para realizar mais entrevistas neste estudo. Esta entrevista, embora válida, poderá tornar-se não válida posteriormente, caso sejam detectadas incongruências ou ausência de dados no processo de validação que mais à frente detalharemos.

A recolha da informação foi realizada nos escritórios da Marktest em Lisboa. Trabalharam neste estudo um total de 56 entrevistadores da Marktest, formados para a condução deste tipo de inquéritos telefónicos e que receberam um treino específico para a realização deste estudo.

As estatísticas referentes à produção de entrevistas por entrevistador são as seguintes:

Além das perguntas que são objecto des sondagem, o questionário utilizado contém outras perguntas não necessariamente de opinião. Essas perguntas são sempre colocadas aos entrevistados após as perguntas desta sondagem.

Métodos de controlo (pessoal, telefónico, postal, outro) e percentagem de entrevistas controladas.

Todo o trabalho foi supervisionado in loco, nas nossas instalações, através do acompanhamento permanente da equipa de coordenadores de estudos telefónicos, tendo ainda sido efectuado supervisão telefónica a 10% do trabalho realizado, mediante a realização de um 2º contacto telefónico para os lares dos entrevistados.

A supervisão telefónica realizada através de um 2º contacto telefónico, processa-se no próprio dia ou dia seguinte ao de realização da entrevista e tem por objectivo aferir a qualidade e veracidade do desempenho dos entrevistadores, confirmando-se parte dos dados recolhidos. É conduzida a partir dos nossos escritórios, no departamento técnico, e por uma equipa de supervisores formados para o efeito.

Qualquer erro ou incongruência que seja detectada na confrontação das respostas obtidas no momento da entrevista versus momento de supervisão, é motivo para a não validação da mesma, que passa ao estado de Anulada, sendo efectuada supervisão a todo o trabalho do entrevistadoe em causa.

Estatísticas da Recolha

Foram realizadas 803 entrevistas telefónicas válidas, tendo sido utilizados 22287 números de telefones, e realizado um total de 32840 contactos telefónicos.

Realizou-se uma média de 40.9 contactos telefónicos por entrevista e conclui-se que:

  • 616 foram concluídas à 1ª tentativa
  • 142 foram concluídas à 2ª tentativa
  • 29 foram concluídas à 3ª tentativa
  • 11 foram concluídas à 4ª tentativa
  • 3 foram concluídas à 5ª tentativa
  • 1 foi concluídas à 6ª tentativa
  • 1 foi concluída à 7ª tentativa

Datas de recolha de informação

A recolha da informação decorreu entre os dias 14 e 19 de Abril de 2009.

As entrevistas realizadas distribuem-se da seguinte forma por dias e por periodos horários:

Resultados da sondagem

Resultados anteriores a qualquer ponderação ou distribuição de indecisos, de não votantes ou abstencionistas

Relativamente aos indecisos, considerou-se, para cada partido ou coligação, a sua distribuição de forma proporcional aos que declaram o sentido de voto nesta sondagem.
Consultar tabulação de todas as perguntas. (Anexo I)

Texto integral das questões e/ou documentos apresentados aos inquiridos relativos à sondagem objecto de depósito: Ver Anexo II

Margem de erro estatístico máximo: total da amostra, associado a cada ventilação, referente às diferenças entre segmentos analisados

Não se pode falar de erro estatístico por não se tratar de uma amostra aleatória . Como mera indicação apresentam-se os valores associados a uma amostra aleatória com a mesma dimensão e para intervalo de confiança de 95% (P=50%):

Erros de Amostragem - Qual o significado destes números?

Por exemplo: O partido A apresenta um valor de intenção de voto de 50% na Grande Lisboa. O erro associado é de 7,8%; isto significa que o valor exacto terá uma probabilidade de 95% de se encontrar entre 57,8% (50+7,8) e 42,2% (50-7,8) . Este valor de 7,8 % é igual a duas vezes o desvio padrão (2sigma) da distribuição dos resultados; tomando o valor de 3,9 (sigma) o intervalo resultante 50+/- sigma tem uma probabilidade de aproximadamente 66% de conter o valor exacto.

Estes valores são apenas aproximados pois a amostra não é aleatória. Além disso, não se tomam em conta os erros sistemáticos.

Projecção com base na ponderação da amostra considerando o voto em eleições anteriores

A projecção apresentada da intenção de voto para a totalidade dos eleitores não pode ser feita linearmente considerando a elevada percentagem de lares excluídos da amostra efectiva pelo não contacto, pelas ausências e recusas e cujo comportamento não será necessariamente representado pelos respondentes.

Para garantir que a amostra é representativa do eleitorado, em cada mês, é perguntado ao entrevistado em que partido votou nas últimas eleições legislativas, Fevereiro 2005. Com base nestes resultados a amostra é reequilibrada por forma a poder ajustar-se fielmente à estrutura dos resultados eleitorais de 2005. Nesta ponderação é utilizado o processo de "rim-weighting" que é um processo iterativo o qual para alem de reproduzir os resultados eleitorais de 2005, mantêm a composição da amostra no que respeita às variáveis de controlo: região, sexo, idade.

Após este procedimento são retabulados as respostas sobre a intenção de voto actual, obtém-se a estimativa da intenção de voto. O valor dos Voto em Branco/Outros/Nulos, é ajustado ao valor médio obtido nos dois últimos actos eleitorais para a Assembleia da República.

Estes resultados são apresentados como sendo resultado de uma projecção da responsabilidade da Marktest, com base nos resultados da sondagem.

Intenção de Voto Legislativas - Matriz dos resultados brutos e projecção Marktest

Esta sondagem foi realizada em rigoroso respeito pelas disposições do Código da ICC/Esomar.

Divulgação dos resultados - Recomendações da Marktest para a publicação dos resultados em órgãos de comunicação

A Marktest não coloca qualquer entrave à publicação destes dados, desde que se cumpram as seguintes normas:
1 - Fazer acompanhar a notícia com a ficha técnica resumida:
"sondagem realizada pela Marktest entre os dias 14 e 19 de Abril de 2009 junto de uma amostra de 803 residentes no Continente seleccionados pelo sistema de quotas, através de contacto telefónico. Ver ficha técnica em www.marktest.com"
2 - Ler o código da Esomar
3 - Consultar a ficha técnica detalhada
4 - Contactar a Marktest no caso de dúvida: Bárbara Gomes

Notícias recentes

Antigas

Era notícia há um ano
Era notícia há dois anos
Era notícia há três anos

Arquivo

29 maio 2017