A geografia do referendo

No Referendo Nacional de dia 11 de Fevereiro o Sim venceu sobre o Não, mas na maioria das freguesias o Não venceu tanto em 1998 como em 2007. Consulte algumas curiosidades sobre os resultados deste escrutínio.

Grupo Marktest, 13 fevereiro 2007

Segundo os resultados divulgados pelo STAPE, os portugueses optaram maioritariamente pelo Sim no Referendo Nacional que lhes perguntava: "Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez , se realizada, por opção da mulher, nas primeiras 10 semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?"

Do total de votos expressos neste referendo, 59.25% responderam Sim a esta questão e 40.75% responderam Não.

A taxa de participação neste referendo, não tendo sido elevada, foi superior à registada no referendo homólogo de 1998. Em 2007, 43.6% dos portugueses inscritos no recenseamento eleitoral participaram neste referendo, face aos 56.4% que se abstiveram. Já em 28 de Junho de 1998, 68.1% dos eleitores abstiveram-se e 31.9% votaram no referendo.

Uma análise comparativa destes resultados permite-nos conhecer algumas curiosidades. Assim:

  • Em 2526 freguesias o Não foi maioritário em ambos os anos
  • Em 1057 freguesias o Sim foi maioritário em ambos os anos
  • Em 613 freguesias o Não foi maioritário em 1998 e o Sim em 2007
  • Em 16 freguesias o Sim foi maioritário em 1998 e o Não em 2007
  • As restantes 48 freguesias foram criadas depois de 1998

No referendo de 2007, a taxa de participação mais elevada foi observada na freguesia de Valões (concelho de Vila Verde, distrito de Braga), com 86.3% de votantes. Dos 211 inscritos nesta freguesia, 182 foram votar e 95% deles responderam Não à pergunta colocada.

No lado oposto, está a freguesia de Germil (concelho de Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo), onde nenhum dos 109 inscritos votou no referendo.

Em 2007, o Não teve 90% ou mais de votos expressos (excluindo assim nulos e brancos) em 69 freguesias, ao passo que o Sim teve 90% ou mais dos votos expressos em 39 freguesias.

A freguesia de São Bento de Ana Loura (concelho de Estremoz, distrito de Évora) foi aquela onde o Sim obteve a percentagem mais expressiva, de 100%. Dos 39 inscritos nesta freguesia, votaram 15 cidadãos (o que equivale a uma taxa de participação de 38.5%), todos no Sim.

No lado oposto, encontramos a freguesia de Parada de Monteiros (concelho de Vila Pouca Aguiar, distrito de Vila Real), onde o Não obteve 100%. Dos 135 inscritos, apenas 33 votaram neste referendo (24.4% de taxa de participação). Excluindo um voto em branco e outro nulo, os restantes 31 assinalaram o Não.

Os resultados deste referendo estão disponíveis ao nível da freguesia no Dossier Referendo 2007. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Do mesmo tema: Estudos sobre os Concelhos/Regiões

O Grupo Marktest autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Grupo Marktest e outras fontes por ele citadas

Notícias recentes

Notícias da mesma semana

Antigas

Era notícia há um ano
Era notícia há dois anos
Era notícia há três anos

Arquivo

Em Agenda

MRS Media Research Summit
Cimeira promovida pela MRS dedicada aos estudos de media.
Londres, Reino Unido, 15 de junho de 2017,
Global Qualitative
Porto, 5 a 7 de novembro de 2017,

mais acontecimentos em Agenda