Sondagens e resultados eleitorais nas legislativas

Sondagens e resultados eleitorais nas legislativas

placeholder

Entre as últimas sondagens divulgadas antes das eleições de 5 de Junho, a sondagem da Marktest foi a que apresentou menor desvio absoluto médio face aos resultados obtidos nas urnas.

Grupo Marktest
7 junho 2011

O Dossier Sondagens Legislativas apresenta os resultados de todas as sondagens publicadas após as eleições legislativas de 2009. Foram 97 as sondagens publicadas entre Outubro de 2009 e o dia 2 de Junho de 2011, realizadas por 6 empresas (Aximage, Euroexpansão, Eurosondagem, Intercampus, Marktest e Universidade Católica).

Considerando os valores apresentados nas últimas sondagens de cada empresa, vemos que todas convergiam na vitória do PSD, com um valor médio de 36.9%. Ao PS davam 30.5% das intenções de voto, ao CDS-PP 11.6%, à CDU 7.9%, ao BE 6.0% e aos outros partidos e votos brancos e nulos 7.1%.

Os resultados eleitorais de dia 5 de Junho vieram confirmar a vitória do PSD, que obteve 38.63% dos votos. O PS obteve 28.05%, o CDS-PP 11.74%, a CDU 7.94%, o BE 5.19% e os outros partidos e votos brancos e nulos 8.45%.

Estes resultados mostraram também que a última sondagem da Marktest foi a que mais se aproximou destes resultados, tendo em conta a votação no PSD, PS, CDS-PP, CDU, BE e outros partidos e votos brancos e nulos (OBN).

Considerando os desvios absolutos médios, a última sondagem da Marktest foi a que menores desvios registou face aos resultados nas urnas, com uma diferença média de um ponto percentual. Pelo contrário, na Eurosondagem (considerando os valores publicados e relativos à média de 4 dias da sua tracking poll), registou-se o maior desvio absoluto médio, de 1.7 pontos percentuais.

Os resultados da sondagem da Marktest desviaram-se mais (em 2.1%) relativamente à votação no PS e menos relativamente à votação no PSD (0.1% de diferença entre a sondagem e os resultados eleitorais).

No conjunto destas cinco últimas sondagens, a votação da CDU igualou as intenções de voto nelas reveladas (7.9%), a votação do CDS-PP foi subavaliada em 0.2% (as sondagens indicavam 11.6% e veio a obter 11.74%), assim como a votação no PSD (as sondagens atribuíam menos 1.8%) e nos outros partidos, brancos e nulos (menos 1.3%). Já os resultados do PS e BE foram sobreavaliados nas sondagens, que atribuíam respectivamente mais 2.5% e 0.8% de intenções de voto a estes partidos.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Esta análise foi actualizada no dia 8 de Junho de 2011.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais