Ficha Metodológica



1. Universo

O universo deste estudo é constituído por indivíduos de ambos os sexos com idade igual ou superior a 18 anos, residentes em Portugal Continental, em lares com telefones.



2. Amostra e Modo de Selecção

A amostra é representativa do universo em estudo, e é constituída por 807 entrevistas que se encontram distribuídas da seguinte forma:



Sexo
Masculino 378 entrevistas
Feminino 429 entrevistas
Idade
18/34 Anos 257 entrevistas
35/54 Anos 278 entrevistas
Mais de 54 Anos 272 entrevistas
Região
Grande Lisboa 161 entrevistas
Grande Porto 89 entrevistas
Litoral Centro 134 entrevistas
Litoral Norte 152 entrevistas
Interior Norte 177 entrevistas
Sul 94 entrevistas

Total:

807 entrevistas


O erro de amostragem deste estudo, para um intervalo de confiança de 95% (P=50%) é de +/- 3.45%



Modo de Selecção

A selecção dos lares a serem contactados foi efectuada aleatoriamente, a partir da base de telefones residenciais disponíveis em Portugal Continental . A selecção dos entrevistados, um em cada lar, foi efectuada através do método de quotas tendo em consideração as seguintes variáveis: sexo, idade e região do entrevistado.



Recolha da Informação

A recolha da informação foi efectuada através do método da entrevista telefónica com recurso ao Sistema CATI (Computer Assisted Telephone Interview). Foi utilizado um questionário estruturado contendo perguntas fechadas e abertas.

A recolha da informação decorreu entre os dias 15 e 19 de Julho de 2003 e foi realizada nos escritórios da Marktest em Lisboa e no Porto. Trabalharam neste estudo um total de 52 entrevistadores da Marktest, formados para a condução deste tipo de inquéritos telefónicos e que receberam um treino específico para a realização deste estudo.

Para a realização destas 811 entrevistas telefónicas, foram utilizados 9890 números de telefones, tendo sido realizado um total de 19569 contactos telefónicos.

Realizou-se uma média de 24.1 contactos telefónicos por entrevista e quanto às entrevistas válidas conclui-se que :

- 560 foram concluídas à 1ª tentativa
- 159 foram concluídas à 2ª tentativa
- 62 foram concluídas à 3ª tentativa
- 16 foram concluídas à 4ª tentativa
- 8 foram concluídas à 5ª tentativa
- 4 foram concluídas à 6ª tentativa
- 1 foram concluídas à 7ª tentativa
- 1 foram concluídas à 10ª tentativa

Do total de 19569 contactos telefónicos realizados 811 resultaram em entrevistas concluídas, tendo 4 sido anuladas posteriormente; os restantes contactos resultaram nas seguintes situações que passamos a enumerar:

- 1844 contactos com situações de recusa;
- 324 contactos com situação de fora de universo;
- 2802 contactos com situação de ausência;
- 959 contactos resultaram em situação de fora de quotas;
- 79 contactos em que houve desistência;
- 118 contactos em que o telefone acabou por ser desligado;
- 1936 contactos com telefone interrompidos;
- 8527 contactos resultaram em situação de Não atende
- 585 contactos que resultaram em situações de Atendedor de Chamadas;
- 67 contactos efectuados para nº de Fax;
- 32 contactos realizados para nº avariados
- 1479 contactos realizados para nº não atribuídos/desligados;
- 6 contactos em que houve um bloqueio do programa de recolha

Todo o trabalho foi supervisionado in loco, nas nossas instalações, através do acompanhamento permanente da equipa de coordenadores de estudos telefónicos, tendo ainda sido efectuado supervisão telefónica a cerca de 11.6% do trabalho de cada entrevistador, mediante a realização de um 2º contacto telefónico para os lares dos entrevistados.



Tratamento da informação e apresentação dos resultados

Após a recolha da informação todos os questionários foram alvo de uma análise das respostas abertas, com vista à codificação das mesmas. A informação é apresentada em forma de relatório, constituído por: metodologia, principais resultados, quadros de tabulação e anexos (transcrição de outras respostas e questionário).