Um em cada quatro portugueses subscreve serviços de streaming
Um em cada quatro portugueses subscreve serviços de streaming
placeholder
Primeiro resultados do novo estudo da Marktest sobre notoriedade e consumo de serviços SVoD a operar em Portugal revela que 24% dos portugueses já aderiram a serviços de streaming. Netflix, Disney+ e HBO são os mais subscritos.
Grupo Marktest
6 outubro 2021
placeholder

O consumo de conteúdos através de streaming já entrou definitivamente nas rotinas dos portugueses: um em cada quatro cidadãos com mais de 15 anos e residente em Portugal Continental já subscreve este tipo de serviços. E a Netflix, a Disney+ e a HBO são atualmente as plataformas com mais aderentes no nosso país.

Estas são duas das principais conclusões da primeira edição do novo estudo BStream, da Marktest, que avalia a notoriedade e consumo de serviços SVoD a operar em Portugal e de pacotes de operadores de telecomunicações. O estudo engloba a análise aos serviços de SVoD Apple TV, Disney +, HBO, MEO Filmes e Series, Netflix, NOS Play, OPTO SIC, Prime Video, mais os operadores de telecomunicações MEO, NOS, Nowo, Vodafone.

Os dados desta primeira vaga do BStream revelam que a maior fatia de aderentes a serviços de streaming é das classes A/B (45%), diminuindo essa repartição da adesão por classes sociais até aos 6% de aderentes da classe D.

A análise sociodemográfica à utilização das várias plataformas de streaming permite ainda concluir que a Prime Video é destacadamente mais masculina que as restantes: apresenta um índice de 64% de homens, para uma média de 50% de homens, nas restantes plataformas.

No que respeita às faixas etárias, o estudo identifica por exemplo a maior maturidade comparativa da MEO Filmes e Séries, com 24% dos seus utilizadores entre os 45 e os 54 anos, para uma média nas restantes plataformas, de 16%. No escalão seguinte – entre os 55 e os 64 anos – verifica-se uma média de 17% dos seus utilizadores, contra uma média de 7% nesse mesmo escalão nas restantes plataformas.

A Apple TV é a plataforma com maior concentração de utilização na classe A/B, onde concentra praticamente metade do seu universo de utilizadores. No polo oposto encontra-se a MEO FS que tem 42% dos seus utilizadores na classe C2 e apenas 17% na classe A/B. No que se refere à análise à subscrição de serviços de streaming por operador de telecomunicações, constata-se que os lares subscritores de pacotes Nowo são os que menos aderem à subscrição de streaming (18%). No pólo oposto encontra-se a Vodafone, com 32% de aderentes a plataformas de streaming entre os seus clientes.

Nota Metodológica:

O BStream - Barómetro de Plataformas de Streaming é um estudo regular de acompanhamento da notoriedade, preferências e consumo dos serviços de vídeo SVoD, a operar em Portugal, com previsão de cinco relatórios bimestrais/ano, de quadrimestres móveis.

Tendo por base o universo de cidadãos com 15 e mais anos, residentes em Portugal Continental, o estudo tem uma amostra por edição de 6 000 entrevistas, resultantes de 4 meses de recolha (1500 entrevistas/mês) e realizadas através dos sistemas CAWI (questionários online) e CATI (mobile e fixo).

Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais