Taxa de abandono nos seguros inverte tendência

Taxa de abandono nos seguros inverte tendência

Os dados do estudo Basef Seguros da Marktest indicam que a taxa de abandono de companhia nos seguros parece estar a inverter uma tendência de subida que se vinha registando.

Grupo Marktest
6 março 2018

De acordo com os resultados de dezembro de 2017 do estudo Basef Seguros da Marktest, 495 mil portugueses abandonaram a companhia de seguros no último ano, um valor que corresponde a 7.5% dos possuidores de seguro residentes no Continente com 15 e mais anos.

Este valor apresenta uma diminuição face aos dois anos anteriores, sugerindo que a tendência de subida verificada até então se está a inverter. Se analisarmos os dados para os últimos 9 anos, vemos como este indicador apresentou um valor médio de 6.8% entre 2009 e 2011, vindo depois a subir para uma média de 8.0% entre 2012 e 2014 e baixando para uma média de 7.9% entre 2015 e 2017.

Neste período, observou-se uma taxa mínima de 5.9% em 2010 e uma taxa máxima de 9.1% em 2013.

Os dados do Basef Seguros mostram ainda que o abandono de companhia é mais provável entre os segurados homens, junto dos que têm idades entre 25 e 34 anos, assim como entre os possuidores de seguro residentes na Grande Lisboa ou Litoral Norte. Também os segurados das classes mais altas assim como os das mais baixas apresentam taxas de abandono acima da média.

Esta análise foi realizada com base nos resultados de dezembro de 2017 do estudo Basef Seguros da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

  • Novelas

    17 agosto 2018

    CORREIO DA MANHA, SEXTA

    pag. 18

    Sem Autor

  • Mais smartphones

    17 agosto 2018

    CORREIO DA MANHA, PRINCIPAL

    pag. 36

    Sem Autor

ver mais

Em Agenda ver mais