Pratos confecionados congelados ou refrigerados em 23% dos lares

Pratos confecionados congelados ou refrigerados em 23% dos lares

placeholder

O estudo TGI da Marktest contabiliza 872 mil lares portugueses que referem ter consumido nos últimos 12 meses pratos confecionados congelados e/ou refrigerados.

Grupo Marktest
7 janeiro 2020

O estudo TGI da Marktest quantifica, na primeira vaga de 2019, em 872 mil os responsáveis pelas compras do lar que referem que nos seus lares se consumiu pratos confecionados congelados e/ou refrigerados nos últimos 12 meses, o que representa 22.6% dos lares do Continente.

O consumo destes produtos é mais provável junto dos lares com responsáveis pelas compras mais jovens, até aos 54 anos, na Grande Lisboa ou Litoral Centro e naqueles lares que pertencem às classes sociais mais elevadas.

Os dados do TGI mostram ainda que, entre os pratos confecionados congelados ou refrigerados, a lasanha é a refeição mais consumida, seguida de rissóis/croquetes e de arroz de pato.

Já entre as marcas destes preparados congelados e/ou refrigerados, a mais consumida é a Pingo Doce, seguida da marca Continente.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais