Ana Catarina Costa na 1ª pessoa


Ana Catarina Costa

Concorreste...
Concorri porque este tipo de concursos são sempre um desafio para nós próprios, para vermos até que ponto podemos chegar, dar largas à imaginação. Foi também um incentivo para escrever pois embora crie várias histórias na minha mente sou um pouco preguiçosa para as escrever.

E o prémio?
É obvio que o prémio é aliciante, no entanto acho que o melhor prémio foi estar classificada entre as vencedoras; é muito gratificante saber que aquilo que escrevemos afinal até tem algum sentido.

Escrever é...
A melhor forma que encontro para me exprimir. Através da escrita compreendo-me e conheço-me melhor e consigo transmitir coisas que seriam impossíveis por outro meio. Para além disso, um pensamento que não seja partilhado não passa de uma ideia que mais tarde acaba por ser esquecida, mas se for escrito fica imortalizado, podendo ser revisto mais tarde, o que se torna engraçado apercebermo-nos das nossas mudanças.

O que te faz sorrir?
Cumplicidade.

Quando fechas os olhos...
Abre-se o meu mundo. Normalmente tem por padrão de fundo uma cor, que varia conforme o meu estado de espírito.

Um cheiro para toda a vida:
O cheiro da minha escola primária. Tinha um odor característico.

Se fosses um alimento...
Já me disseram que seria uma alface, não sei bem porquê!

Qual o melhor dia do ano?
Acho que é um dia diferente em cada ano, não gosto de nenhuma data em especial.

O que te indigna?
Injustiça.

Qual a profissão que nunca exercerias?
Mercenário de guerra.

Sentes-te autêntica quando...
Vagueio sozinha, contra o vento.

Se pudesses...
Inventava a poção da felicidade e distribuía-a por toda a gente.

Batem à porta. Quem mais temes encontrar?
A solidão.

Amanhã poderás libertar-te do teu corpo e ocupar um outro. Quem gostarias de habitar?
Alguém muito dotado ao nível das artes e da música.

Se te dessem a oportunidade de saber o dia da tua morte, terias a audácia de desvendar os segredos do destino?
Não, isso condicionaria a minha vida.

Finalmente, a máquina do tempo foi elaborada, tens a oportunidade de embarcar nela. Qual a data que inseririas no seu ficheiro?
Talvez 3003 para ver quais as mudanças ocorridas em 1000 anos. Será que já terão descoberto formas de vida noutros planetas?

Todos os relógios no mundo param. O tempo cansado adormeceu e não pretende acordar. Vida eterna, bom ou mau?
Acho que seria mau, a vida deixaria de ter interesse, tornar-se-ia monótona. O que nos faz aproveitar cada momento é saber que poderá ser o último.

Ana Catarina Costa (12.º F)



Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais