Atualização de sondagens legislativas
Atualização de sondagens legislativas
placeholder
Acompanhe os resultados das intenções de voto dos portugueses, que a Marktest sistematiza regularmente no seu Dossier de Sondagens Legislativas.
Grupo Marktest
12 dezembro 2023

O Dossier Sondagens Eleitorais para as Legislativas, atualizado regularmente desde 2009 sempre que resultados de novas sondagens são publicados, conta neste momento com 549 sondagens, realizadas por 11 empresas (Aximage, CESOP-Universidade Católica, Consulmark2, Euroexpansão, Eurosondagem, ICS/ISCTE, Intercampus, Marktest, Metris, Multidados e Pitagórica) e um total de mais de 574 mil entrevistas, uma amostra média de 1047 entrevistas por sondagem.

A Eurosondagem é a empresa com mais sondagens no Dossier, 149 estudos, que ultrapam as 153 mil entrevistas, uma amostra média de 1027 entrevistas por sondagem.

Este Dossier apresenta intenções de voto para os partidos analisados em cada sondagem, tradicionalmente PS, PSD, CDS-PP, BE e PCP-PEV. A partir de 2015, a informação foi alargada para também incluir o PAN e em 2019 deram entrada no Dossier o Aliança, o Iniciativa Liberal, o Livre e o Chega.

Analisando os dados evolutivos, observa-se, após as últimas eleições legislativas em janeiro de 2022, uma subida do PS, que regista a segunda percentagem de intenção de voto mais elevada do ano (42.3%, numa sondagem de abril da Pitagórica), só ultrapassada pela sondagem de fevereiro da Intercampus que apresentou 43.2% de intenção de voto neste partido). Já o PSD, no mesmo período, iniciou uma trajetória descendente, culminando com os 19.9% de intenção de voto em abril de 2022, numa sondagem da Aximage, sendo esta a intenção de voto mais baixa para este partido desde que a Marktest iniciou a recolha de dados para este dossier. Tendencialmente, após esta data, o PSD reiniciou o caminho ascendente em termos de intenções de voto, aproximando-se em janeiro de 2023 do PS, que por sua vez, vê a sua intenção de voto diminuir após um ano de governação marcado por demissões no Governo, sendo as mais relevantes a da ministra da Saúde, Marta Temido, em agosto de 2022, e a do ministro das Infraestruturas (Pedro Nuno Santos) em dezembro de 2022.

O Chega, o terceiro partido mais votado nas última eleições legislativas é também o partido que se apresenta como a terceira força política em termos de intenção de voto (desde maio de 2023) e atinge a percentagem mais elevada (18.1%) em novembro de 2023, na sondagem da Aximage.

Desde o início deste ano, as percentagens de intenção de voto no PSD e PS têm assumido uma trajetória semelhante, culminado numa subida de ambos os partidos em junho (de acordo com os dados da sondagem da CESOP/Universidade Católica), mês em que o PSD ultrapassa o PS e que coincide com o pedido de demissão do ministro das infraestruturas, João Galamba, pedido esse recusado pelo primeiro-ministro. Em junho observa-se ainda uma quebra na intenção de voto no Chega (7.8% de acordo com a mesma sondagem).

As sondagens mais recentes configuram uma situação de empate técnico, com o PS a liderar na sondagem do ICS/ISCTE e o PSD a liderar na sondagem da Consulmark2.

A sondagem realizada entre 18 e 27 de novembro pelo ICS/ISCTE e divulgada pelo canal de televisão SIC e pelo jornal Expresso mostra o PS em primeiro lugar nas intenções de voto. Nesta sondagem foram considerados dois cenários possíveis: - tendo como cabeça de lista pelo PS, José Luís Carneiro ou, noutra possibilidade, Pedro Nuno Santos. Em ambos os cenários, o PS liderou as intenções de voto. No primeiro cenário, com 30%, seguido do PSD com 25%, do Chega com 15%, o Iniciativa Liberal com 6%, o Bloco de Esquerda com 5%, seguidos do PCP-PEV e do PAN, ambos com 3% e CDS e Livre, ambos com 2%, havendo ainda 9% de Outros, Brancos e Nulos. No segundo cenário, manteve-se a liderança do PS com 29%, seguido do PSD com 26% e do Chega com 15%. Neste segundo cenário o Bloco de Esquerda iguala a percentagem do Iniciativa Liberal, com 6% e o PCP-PEV regista 4%. Segue-se o PAN com 3% e o CDS-PP e o Livre alcançam ambos 1%. Há ainda a registar 9% de Outros, Brancos e Nulos.

A sondagem da Consulmark2 para o Jornal Nascer do SOL e para a Euronews, realizada entre 30 de novembro e 6 de dezembro, mostra, pelo seu lado, o PSD a liderar as intenções de voto, com 30.0%, seguido do PS, com 26.0%, do Chega com 17.2%, o Iniciativa Liberal com 6.7%, o Bloco de Esquerda com 4.4%, o CDS-PP com 2.3%, tal como o Livre, o PCP-PEV com 2.1% e o PAN com 1.4%, havendo ainda 7.6% de Outros, Brancos e Nulos.

Note-se que estes valores não incluem indecisos, que foram redistribuídos de acordo com as restantes opiniões expressas.

O acesso a esta informação é gratuito, requerendo apenas um registo no nosso site.

Para estar atualizado sobre estas sondagens consulte o Dossier Sondagens Eleitorais para as Legislativas ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • 4A's MPF

    O 4A's Management Practitioners Forum (MPF) é uma conferência exclusiva para membros, destinada a líderes de agências independentes.

    4 a 5 de junho de 2024

    American Association of Advertising Agencies

    Chicago, EUA

    gwalker@4as.org

  • Q2024

    Esta conferência tem como tema "Estatísticas Oficiais como Pilar da Democracia"

    4 a 7 de junho de 2024

    INE e Eurostat

    Centro de Congressos do Estoril, Estoril

    q2024@leading.pt