Expectativas voltam a baixar

Depois de em Janeiro de 2003 o índice de expectativa ter mostrado uma evolução positiva, o seu valor volta a baixar em Fevereiro, registando mesmo um dos valores mais baixos de sempre.

De Fevereiro de 2001 a Fevereiro de 2003 este índice sofreu algumas oscilações, tendo chegado a valores próximos do optimismo, chegando a 52.2% para a população masculina em Março de 2002 (correspondendo ao período das Eleições Legislativas). Depois deste período, a tendência tem sido sempre decrescente. Ainda que no final de 2002, aparentasse alguma subida, a verdade é que, já em Fevereiro de 2003, o índice voltou a verificar valores muito baixos (a par de Novembro de 2002, com 26.8%)

As mulheres (ver gráfico), tal como so indivíduos mais idosos mantêm-se mais pessimistas do que a média, mas é quanto às suas intenções de voto que maiores discrepâncias se registam.

placeholder

Relativamente ao Índice de Expectativa para a população cuja intenção de voto se dirige ao Partido Socialista (PS) ou ao Partido Social Democrata (PSD), verifica-se uma inversão após Março de 2002. Com efeito, para aqueles cuja intenção de voto é PSD, após Março de 2002, a expectativa passa a ser positiva, excepto em Outubro de 2002 e Fevereiro de 2003 (em que, ainda assim, os valores são próximos dos 50%).

Contrariamente, para os portugueses com intenção de voto PS, após o período eleitoral (Março de 2002), o Índice de Expectativa decresceu acentuadamente, atingindo o valor mais baixo no último mês, com 13.96 %. É ainda de salientar que desde aquela data os indivíduos que revelam intenção de voto no PS têm apresentado sempre expectativas mais pessimistas do que a média.

placeholder

Consulte a Ficha Metodológica deste estudo.



Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais