MediaMonitor TV Tops

Tops de audiências e protagonistas da semana de 12 a 18 de Fevereiro de 2007.

MediaMonitor,  27 fevereiro 2007

Na semana de 12 e 18 de Fevereiro, um programa da SIC lidera o top 10 programas, situação que não se verificava desde 16 de Agosto de 2006 com a Floribella. O jogo Benfica X Dínamo de Bucareste para a Taça UEFA registou 20% de audiência média e 47.3% de share. O Jornal Nacional e a Doce da Fugitiva da TVI são os programas que seguem com a mesma audiência média de 15.4%. O Jornal da Noite da SIC entrou para a quarta posição seguido do Telejornal, o primeiro programa da RTP1.

Entre 12 a 18 de Fevereiro, o destaque noticioso vai para a polémica no executivo PSD da CM de Lisboa e a gestão de Carmona Rodrigues, o protesto das populações contra o fecho dos serviços de urgência em vários pontos do país e para o rescaldo do referendo sobre a despenalização do aborto.

Na liderança do Top Protagonsistas surge Jerónimo de Sousa, líder do PCP. O destaque da sua intervenção vai para o rescaldo do referendo, para a crise na CM de Lisboa, com a possibilidade da realização de eleições antecipadas a ser colocada pelos partidos da oposição, e para o pedido de suspensão do encerramento das urgências no processo de reorganização do SNS que está a levantar polémica em vários pontos do país.

Na 2ª posição do Top ficou o Primeiro-ministro José Sócrates. O destaque da sua intervenção vai para a definição de que a iniciativa legislativa sobre a despenalização do aborto terá em conta as melhores práticas conhecidas de outros países europeus, e para o lançamento do novo Cartão Único do Cidadão.

Para a 3ª posição entrou Carmona Rodrigues, Presidente da CM de Lisboa, devido à polémica e contestação que ameaça fazer cair o seu executivo na sequência da indiciação como arguidos de várias figuras importantes da gestão camarária da autarquia lisboeta.

Outras notícias em destaque:

A nova lei sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez, vai prever sistemas de aconselhamento e um período de reflexão para quem queira abortar, afirma Primeiro-ministro José Sócrates. O Procurador-geral da República determinou a suspensão provisória dos processos em curso por prática ilegal do aborto.
O Governo anuncia combate à criminalidade fiscal e vai colocar na rua uma campanha para incentivar os contribuintes a pedir factura dos bens adquiridos. O défice público de 2006 vai ficar abaixo dos 4.6% previstos pelo Governo. O Estado terá poupado mais de 2.000 milhões de euros acima das previsões iniciais, segundo ministro Teixeira dos Santos
As Finanças instalaram um radar no seu sistema informático que alerta sempre que há elevados desvios de receita nas grandes empresas.
O Fisco vai penhorar as rendas dos senhorios que tenham impostos em atraso. Desta forma os inquilinos passam a pagar as rendas directamente ao fisco. Segundo os dados do INE, o desemprego aumentou em Portugal no último trimestre de 2006 em 41.000 novos desempregados.
A terra tremeu em Portugal. Foi o abalo sísmico com maior magnitude, nos últimos 30 anos. Um acidente com um comboio de passageiros no Rio Tua na zona de Carrazeda de Ansiães põe em causa a segurança desta linha.
Os valores de depósitos de cheques e as transferências bancárias vão passar a estar obrigatoriamente disponíveis em 2 dias úteis, actualmente vão até aos 5 dias. Os portugueses usam cada vez menos os cheques como forma de pagamento; em 2006 diminuiu cerca de 11,5% face ao ano anterior.
O Pavilhão Atlântico recebeu uma maratona de música com Xutos e Pontapés, Rui Veloso, Jorge Palma, GNR, Rádio Macau e Pedro Abrunhosa. Foram 6 horas com o tema "A música da nossa vida".
No desporto, SL Benfica e Sporting de Braga estão bem posicionados para passar mais uma eliminatória da Taça UEFA, depois da vitória caseira sobre os seus adversários.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais