Posse de crédito à habitação estabiliza

Segundo os resultados do ano 2006 do estudo Basef Banca da Marktest, cerca de 2 milhões de portugueses têm crédito bancário para aquisição de habitação, um valor ligeiramente inferior ao observado no ano transacto.

Grupo Marktest,  1 março 2007

Os dados do ano 2006 do Basef Banca contabilizam 1 919 mil indivíduos com um crédito que ainda estão a pagar através de um banco para a compra de habitação. Este valor corresponde a 25.9% do total de residentes no Continente com 15 e mais anos que possuem conta bancária.

A maioria destes indivíduos afirma que o crédito se destinou à aquisição da casa onde reside, 23.2%, havendo ainda 2.8% de bancarizados que diz ter o crédito para pagar uma outra casa.

Os resultados de 2006 mostram uma estabilização no número de indivíduos que diz ter recorrido a este crédito.

A penetração deste produto bancário tem grandes diferenciações entre a população, especialmente se analisada a idade, classe social e ocupação dos seus detentores.

Assim, é entre os 35 e os 44 anos que é maior o recurso ao crédito à habitação, com 50.9% dos bancarizados desta faixa etária a afirmarem estar ainda a pagar a um banco um crédito para aquisição de habitação. O valor é substancialmente mais baixo junto dos indivíduos com mais de 64 anos, de 3.5%.

Por ocupações, também se registam diferenças importantes, com os quadros médios e superiores a observarem os valores mais elevados, de 46.6%, seguidos dos empregados de comércio, serviços e administrativos, com 43.5%.

Entre as classes sociais, é a alta e média alta a que regista o maior valor de recurso a este crédito, com 40.9%.

A análise por região é a que revela menores diferenças na penetração deste produto, embora se registem taxas superiores de posse de crédito à habitação no Litoral Centro (31.0%) e na Grande Lisboa (29.5%).

Esta análise foi realizada com base nos resultados de 2006 do estudo Basef Banca da Marktest. O Basef Banca é um estudo regular da Marktest, lançado em 1989 e que tem por objectivo apoiar o marketing dos Bancos, fornecendo informação sobre os comportamentos, atitudes e opiniões dos consumidores efectivos e potenciais dos serviços financeiros destinados aos particulares. Estuda o universo constituído pelos indivíduos com idade igual ou superior a 15 anos, residentes em Portugal Continental. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais