3,8 milhões de portugueses consomem cereais
Segundo os dados do estudo Consumidor 2006 da Marktest, 3,8 milhões de portugueses consomem cereais de pequeno-almoço ou lanche.
Grupo Marktest,  19 fevereiro 2008

placeholder O Consumidor contabiliza, em 2006, 3 848 mil indivíduos que consomem cereais para pequeno-almoço ou lanche, o que representa 46.3% do universo constituído pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Analisando a penetração do produto segundo o perfil sociodemográfico dos seus consumidores, vemos como a idade e a ocupação são as variáveis mais discriminantes, pois são as que revelam consumos mais diferenciados.

Os jovens dos 15 aos 17 anos destacam-se, ao observar uma taxa de consumo de 79.4%, o valor mais elevado, em contraste com os 29.3% observados junto dos indivíduos com mais de 64 anos.

Entre os dois sexos, as mulheres apresentam uma taxa superior à dos homens, respectivamente 46.9% e 42.3%.

A análise da idade dos consumidores mostra ainda que o produto é mais consumido pelos jovens, baixando gradualmente dos 79.4% já referidos e 69.0% entre os 18 e 24 anos para os 29.3% dos mais idosos com mais de 64 anos.

Entre as regiões as diferenças são pouco significativas, sendo na Grande Lisboa que se observa a maior taxa de consumo, de 51.6%.

Entre as ocupações, são os estudantes os que mais se destacam, pois entre eles o consumo de cereais atinge os 74.1%.

Por classes sociais, os valores baixam gradualmente dos 53.7% observados junto dos indivíduos das classes alta e média alta até aos 35.4% junto dos que pertencem à classe baixa.

placeholder

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais