Ficção ocupa um quarto da programação de Tv
Uma análise dos dados do serviço Telereport da MediaMonitor mostra como, em 2007, cerca de um quarto da programação dos quatro canais nacionais de sinal aberto foi relativa a ficcão.
Grupo Marktest,  21 fevereiro 2008

As televisões nacionais RTP1, RTP2, SIC e TVI ofereceram, durante o ano de 2007, 35 mil horas de programação (incluindo publicidade e espaços de autopromoção). Neste período, estes canais emitiram 8 395 horas de programas de ficção, um valor que corresponde a uma média superior a 5 horas e 45 minutos diários por canal e a 24.0% da emissão televisiva do período. A publicidade ocupou 16.6% do tempo em grelha destes canais, enquanto a informação foi responsável por 15.4% da sua oferta e o divertimento por 15.2%.

placeholder

Em termos de audiência, a ficção representou quase um terço do consumo televisivo do período (31.6%), o que significa que, em cada dez minutos vistos, três foram dedicados a programas de ficção. A informação representou 22.5% da procura destes canais, enquanto o divertimento equivaleu a 18.9% do total de consumo deste meio.

placeholder

Uma análise por canais mostra uma estrutura diferenciada, quer na oferta, quer na procura. Se a SIC e a TVI, por tipo de programa, apresentam estruturas semelhantes tanto na emissão como na recepção, já a RTP1 e a RTP2 têm um perfil diferente.

Na RTP1, os programas mais oferecidos em 2007 foram os de divertimento, que representaram 25.3% da grelha do canal, seguidos pela informação, com 22.6%, e pela ficção, com 19.3%.

A RTP2 é o canal com uma grelha mais diferenciada. Aqui, o maior peso foi dado aos programas de cultura geral/conhecimento, que representaram 34.3% da oferta do canal, seguidos pelos programas de juventude, que ocuparam 23.3% da sua grelha, e pelos de informação, com 14.8%.

Na SIC, a ficção foi o género mais oferecido, representando 34.1% dos programas que o canal emitiu no período, seguido da publicidade, com 23.5% e do divertimento, com 14.8%.

Esta estrutura é idêntica à da TVI, que ofereceu 31.7% da sua grelha à ficção, seguida da publicidade, com 24.4% e do divertimento, com 17.4%.

placeholder

Na estrutura da audiência estes perfis mostram algumas alterações.

Assim, na RTP1, os programas mais vistos foram os relativos à informação, que representaram 32.2% da procura do canal, seguidos pelos programas de divertimento (30.8%) e de ficção (12.4%).

Na RTP2, os géneros mais consumidos foram relativos a cultura geral/conhecimento (29.4% do consumo do canal), juventude (25.1%) e ficção (17.1%).

Na SIC, foram mais relevantes os programas de ficção (39.7%), seguidos da informação (21.2%) e da publicidade (15.9%).

Finalmente, na TVI os géneros mais consumidos foram igualmente a ficção (43.8%), a informação (16.9%) e a publicidade (16.4%).

placeholder

Esta análise foi realizada com base em dados da Marktest Audimetria e da MediaMonitor, através da Markdata Media Workstation (MMW). Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • MRMW APAC 2022

    Evento dedicado ao Market Research.

    6 a 7 de julho de 2022

    Merlien Institute

    Singapura

  • CIAIQ2022

    11º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa

    12 a 15 de julho de 2022

    Ludomedia

    Faculdade de Ciências da Educação da Universidade da Corunha; Espanha