Ficção representa mais de um terço da audiência de Tv

Os dados da MediaMonitor mostram que os programas de ficção representaram mais de um terço da audiência da RTP1, 2:, SIC e TVI em 2006.

Grupo Marktest,  15 fevereiro 2007

As televisões nacionais RTP1, 2:, SIC e TVI ofereceram, em 2006, cerca de 8900 horas de programas de ficção, um valor que corresponde a uma média de mais de 6 horas diárias por canal e a 25.4% da emissão televisiva desse período.

Estes programas foram os que registaram a melhor relação entre a "oferta" que estes canais lhes deram e a "procura" do público, pois, do total de minutos visionados pelos portugueses durante o ano, 35.6% foram dedicados a programas de ficção. A quota de audiência dos programas de ficção esteve assim 40% acima da sua quota de emissão.

Na estrutura da programação destes canais (excluindo assim a publicidade), os programas de informação constituem o segundo tipo de programa mais frequente, representando 16.4% da emissão em 2006 Eles constituem também o segundo tipo de programa com mais audiência. Do total de minutos visionados no ano, 21.3% foi relativo a programas de informação.

Os programas de divertimento são o terceiro tipo mais frequente nas televisões, representando 14.5% da oferta e 17.0% da procura.

No conjunto, os programas de ficção, informação e divertimento representaram 56.0% da oferta destes canais e 73.8% da sua audiência total.

Em 2006, para além dos programas de ficção, também os de informação, divertimento e desporto registam uma relação positiva (dada pelos valores superiores a 100% do índice Alpha) entre a emissão e a recepção.

Esta análise foi realizada com base em dados da Marktest Audimetria e da MediaMonitor, através da Markdata Media Workstation (MMW). Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais