Portugueses preferem cão como animal de estimação

Portugueses preferem cão como animal de estimação

placeholder

Os dados do estudo TGI da Marktest mostram que o melhor amigo do homem é o animal que está presente em mais lares nacionais.

Grupo Marktest
7 janeiro 2014

Segundo os dados do estudo TGI da Marktest, o número de portugueses que possui um ou mais cães supera o dos donos de outros animais.

Na primeira vaga de 2013, o estudo quantifica em 3 245 mil o número de indivíduos que possuem pelo menos um cão, o que representa 39.0% dos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Os gatos são o segundo animal com mais preferências, possuído por 26.5% dos portugueses, um número relativamente próximo dos que referem ter pássaros (21.4%). Os peixes, quer de água fria (8.3%), quer de água quente (3.5%) são o tipo de animal que menos indivíduos referem possuir.

Entre os possuidores de cães, observam-se maiores percentagens junto dos indivíduos mais jovens (15-24 anos), dos residentes no Litoral ou Interior Norte e dos indivíduos das classes sociais mais baixas.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Esta análise foi actualizada no dia 8 de Janeiro de 2014.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais