Anti-histamínicos mais consumidos por mulheres

Anti-histamínicos mais consumidos por mulheres

placeholder

O estudo TGI da Marktest revela que as mulheres são quem mais toma anti-histamínicos ou medicamentos para as alergias.

Grupo Marktest
12 maio 2015

O estudo TGI da Marktest quantifica, na vaga global de 2014, em 1 986 mil os indivíduos que tomou anti-histamínicos ou medicamentos para as alergias (referência: tomaram nos últimos 12 meses), o que representa 23.2% dos residentes no Continente com 15 e mais anos.

A penetração deste medicamento apresenta diferenças segundo o perfil sociodemográfico dos indivíduos, em especial se analisado o género ou a classe social.

Enquanto 15.8% dos homens refere consumir este tipo de medicamentos, entre as mulheres esse valor quase duplica, pois 29.8% delas refere ter consumido anto-histamínicos nos últimos 12 meses.

Os indivíduos dos 35 aos 44 anos apresentam igualmente consumos acima do valor médio (27.2%), assim como os residentes na Grande Lisboa (27.4%) e os indivíduos das classes sociais mais elevadas (32.9%)

O TGI revela ainda que Aerius e Zyrtec são as marcas de anti-histamínicos que os portugueses mais referem ter tomado.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais