Portugueses preferem vinhos alentejanos

Portugueses preferem vinhos alentejanos

placeholder

Segundo os dados do estudo TGI da Marktest, os vinhos alentejanos são os preferidos dos consumidores portugueses.

Grupo Marktest
5 dezembro 2017

O estudo TGI da Marktest quantifica, na primeira vaga de 2017, em 4 milhões e 606 mil o número de indivíduos que referem ter consumido vinho em garrafa nos últimos 12 meses, o que representa 55.8% dos residentes no Continente com 18 e mais anos.

O consumo desta bebida tem-se mantido relativamente estável ao longo dos últimos anos.

Quanto às preferências pela origem do vinho, os vinhos do Alentejo são os mais referidos, por mais de metade dos consumidores (indivíduos que referem ter consumido vinho em garrafa nos últimos 12 meses). Os vinhos com origem no Porto e Douro colocam-se na segunda posição e os vinhos de outras origens portuguesas na terceira.

A análise do consumo de vinho segundo a origem mostra diferenças significativas entre os residentes de cada região, que mostram maior preferência pelos vinhos das suas próprias regiões (ver, por exemplo, resultados dos residentes do Grande Porto e do Sul).

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais

  • Winter School: Media and Populism

    Segundo a organização, o objectivo desta iniciativa é "debater, numa perspectiva global, o fenómeno do populismo contemporâneo, percebendo de que modo este utiliza a comunicação mediada, do jornalismo aos meios digitais, para chegar ao poder”.

    15 a 19 de janeiro de 2019

    Faculdade de Ciências Humanas - Universidade Católica

    Palácio Foz, Pestana Pousada de Lisboa e Universidade Católica Portuguesa

    ucpwinterschool@gmail.com

  • Marketing em Debate

    Integrado nas "Conversas M&P" esta conferência irá juntar diversos profissionais, entre responsáveis de marketing, de agências de meios e criativas e de grupos de media.

    17 de janeiro de 2019

    Meios & Publicidade

    Cidade do Futebol, Cruz Quebrada

    talbuquerque@meiosepublicidade.pt