Desemprego regressa aos valores de há uma década

Desemprego regressa aos valores de há uma década

placeholder

Segundo as estatísticas do INE, o Continente tinha em 2017 apenas mais 355 desempregados inscritos nos Centros de Emprego do que 10 anos antes.

Grupo Marktest
15 janeiro 2019

Os dados do INE, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index da Marktest e na sua aplicação web Municípios Online, indicam que em 2017 existiam 377 791 desempregados inscritos nos Centros de Emprego do Continente, o que equivale a mais 355 desempregados do que os inscritos em 2007.

O número de desempregados subiu sistematicamente desde 2007 até atingir o seu máximo entre 2012 (675 mil inscritos) e 2013 (655 mil), tendo registado desde então um decréscimo contínuo. Os valores observados em 2017 são assim muito próximos dos registados uma década antes.

Entre 2007 e 2017, o número de desempregados baixou em 138 concelhos do Continente e subiu em 138 outros concelhos, tendo-se mantido inalterado em 2 concelhos.

Em Melgaço, Chamusca, Felgueiras, Azambuja e Nelas observaram-se as maiores diminuições relativas no número de desempregados inscritos nos Centros de Emprego.

Estes valores significam que, face ao total de residentes no Continente, o número de desempregados passou de 3.8% em 2007 para 3.9% em 2017, o que fica sobretudo a dever-se ao decréscimo populacional observado nesta última década, quando se registaram menos 251 mil residentes em território continental.

Nos concelhos de Ourém, Chamusca, Melgaço e Vila de Rei esta proporção é a mais baixa, não indo alem de 1.7% dos seus residentes em 2017.

Os dados estão disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index, que a Marktest desenvolve desde 1992 e na sua aplicação web Municípios Online. Consulte aqui mais informação sobre esta aplicação de geomarketing ou contacte-nos se pretender uma demonstração ou mais informações.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais