Participação nas autárquicas: longe dos idos de ‘79
Participação nas autárquicas: longe dos idos de ‘79
placeholder
A nova análise da Marktest sobre os resultados de todas as eleições autárquicas realizadas em Portugal desde o 25 de Abril de 1974 mostra como a participação eleitoral de 1979 foi mais elevada, longe dos valores das últimas autárquicas.
Grupo Marktest
24 agosto 2021

placeholder De acordo com a análise 45 anos de Eleições Autárquicas em Portugal, que a Marktest está a lançar, a participação eleitoral nas autárquicas entre 1976 e 2017 foi, em termos médios, de 62.1%, colocando a abstenção nos 37.9%.

O ano de 1979 foi o ano de maior participação eleitoral, com 73.8%, ao contrário de 2013 e 2017, que registaram a menor percentagem de participação eleitoral (respetivamente, 52.6% e 55.0%).

O concelho do Corvo (R.A. Açores) é o que apresenta a taxa de participação eleitoral média mais elevada, 80.3%, seguido de três concelhos do distrito de Portalegre: Avis, Fronteira e Sousel, com 79.5%, 78.3% e 78.2%, respetivamente.

No período em análise, a maior taxa de participação foi observada em 1979 em Avis, com 92.6% e a menor taxa em Constância em 1976 (36.8%).

Nas últimas autárquicas (2017), os eleitores de Barrancos registaram a maior taxa de participação (80.9%), enquanto os de Albufeira foram os que menos participaram (39.3%).

Esta publicação pode ser adquirida no nosso site. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais