Grande Porto com maior rácio de desemprego
Grande Porto com maior rácio de desemprego
placeholder
Analisando os dados de 2011 do IEFP, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index da Marktest, observa-se que os concelhos da região do Grande Porto são os que apresentam maior rácio de desemprego, considerando a sua população residente.
Grupo Marktest
31 julho 2012
placeholder

Os dados relativos ao número de desempregados registados em Dezembro de 2011 nos Centros de Emprego do IEFP colocam a região do Grande Porto em primeiro lugar em termos de rácio de desemprego. Com um total de 86855 desempregados, esta região alcançou um rácio de 7.8%, face o total da sua população residente.

O Litoral Norte regista 6.2%, a região Sul 5.9%, seguido das regiões do Interior Norte (5.6%) e Grande Lisboa e Litoral Centro, ambas com 4.9%.

Em termos concelhios, Espinho é o concelho o maior rácio de desemprego do Continente, uma vez que este número representa 10.4% do total da população.

Albufeira é o segundo concelho onde este indicador revela um maior peso, pois os 4204 desempregados registados no concelho representam 10.3% da população aí residente.

Mesão Frio, que regista uma taxa de 10.1%, é o terceiro concelho com maior peso de desempregados.

O quarto maior concelho em termos de rácio de desemprego é Vila Nova de Gaia, com 10%.

Trofa com 9.3% completa a lista dos 5 concelhos com maior rácio de desemprego.

Em oposição, os concelhos de Melgaço, Oleiros e Alcoutim são os que apresentam uma menor rácio de desemprego entre os seus residentes, respectivamente, 1.8% e 1.9% e 2.1%.

O gráfico mostra o posicionamento dos 278 concelhos do Continente relativamente ao rácio de desemprego (eixo do X), índice de poder de compra Sales Index (eixo do Y) e população residente (dimensão dos círculos), assinalando-se os concelhos com maior e menor rácio de desemprego (respectivamente Espinho e Melgaço) e o concelho de Lisboa, que regista maior Sales Index.

Refira-se que a análise considera os inscritos nos Centros de Emprego em 2011 e a população residente em 2011 (de acordo com os resultados provisórios dos Censos 2011) e não pode ser usada como comparação com os valores oficiais da taxa de desemprego divulgados pelo INE (que, para além de uma metodologia diferente, consideram a população em idade activa).

Esta análise foi realizada com o sistema de geomarketing Sales Index , cuja filosofia é fornecer aos utilizadores todas as ferramentas necessárias à realização de análises de caracterização regional e do poder de compra do país. Para além das variáveis de caracterização concelhia (recolhidas junto de fontes oficiais), o sistema disponibiliza também um conjunto de índices que permitem não apenas visualizar como as variáveis se relacionam entre si, mas também fazer comparações entre os diversos concelhos do país.

Paralelamente, as suas funcionalidades permitem um vasto leque de aplicações de rentabilização da informação de base e de sustentação de estratégias de desenvolvimento local.

É hoje utilizado sobretudo para análise de redes de venda e distribuição, definição de objectivos de venda regionais, análise do potencial concelhio ou definição de novas localizações, entre muitas outras análises de geomarketing.

Consulte aqui mais informação sobre este sistema ou contacte-nos se pretende uma demonstração ou mais informações sobre o Sales Index .

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais