TGI mede alterações de consumo em Portugal
TGI mede alterações de consumo em Portugal
placeholder
Cinco anos volvidos sobre o lançamento do estudo TGI pela Marktest, uma análise dos seus dados revela-nos um novo paradigma do consumo em Portugal.
Grupo Marktest
14 março 2013

placeholder O estudo TGI - Target Group Index foi lançado em 2008 pela Marktest, que acreditou que ele seria de grande relevância no panorama do Market Research em Portugal. Ao longo destes cinco anos, o estudo tem vindo a consolidar a sua posição junto de agências, anunciantes e Grupos de Media.

Cinco anos volvidos, continuamos a apostar nesta single source data como a melhor forma de compreender o consumidor português, mas também como uma ferramenta que nos permite acompanhar tendências, alterações de hábitos e comportamentos dos portugueses, indo ao detalhe da marca e cruzando com outro tipo de informação: Lifestyle e consumo de media.

Uma análise dos dados disponíveis no TGI para os últimos cinco anos permite-nos conhecer o que mudou no consumo dos portugueses, análise que se torna mais relevante numa conjuntura de crise como a que caracteriza o momento actual.

Na esfera do consumo alimentar, observam-se quebras no consumo de determinadas categorias de produtos, como é o caso dos refrigerantes, bombons, bebidas energéticas ou águas com sabores:

placeholder

E se nos fixarmos no plano das atitudes e comportamentos de compra, são evidentes as alterações de consumo:

  • Reduz-se de forma acentuada o grupo daqueles que consideravam que valia a pena pagar mais por produtos de qualidade, bem como a percentagem daqueles que referiam que valia a pena pagar mais por produtos biológicos;
  • Pelo contrário, aumenta a percentagem dos que preferem procurar sempre os artigos com os preços mais baixos, como também aumenta a percentagem dos que declaram fazer habitualmente compras em outlets.
placeholder

Do ponto de vista atitudinal e comportamental, são visíveis alterações no mind-set do consumidor português, que não é alheio à conjuntura e procura adoptar comportamentos mais racionais, mais ajustados a uma realidade económica e social particularmente adversas:

  • Diminui o número daqueles que declaram realizar compras por impulso;
  • Diminui a percentagem daqueles que declaravam comprar roupa a cada nova estação, bem como dos que mencionavam gastar muito dinheiro neste tipo de artigos;
  • Em contrapartida, aumenta o número dos que declaram utilizar vouchers e talões de desconto, bem como dos que procuram sempre as ofertas promocionais.
placeholder

O paradigma do consumo em Portugal tem vindo a mudar, no sentido de se ajustar a uma nova realidade particularmente difícil para os consumidores, mas também para as marcas, os anunciantes, os meios, o mercado da publicidade; no fundo, para toda a economia do país e da Europa.

O consumidor português não é indiferente à conjuntura, pelo contrário: aumenta o número daqueles que passaram a dar particular atenção às páginas de economia dos jornais que lêem.

placeholder

Mas a retracção no consumo é visível, estejamos a falar de produtos de grande consumo, de lazer ou cultura: a compra de livros e DVD´s é exemplo disso, mas também são exemplo as quebras sentidas na restauração, noutros locais de lazer, para já não falar na progressiva substituição, nalgumas categorias alimentares e de higiene pessoal e do lar, das marcas de fabricante pelas marcas próprias de distribuição:

Conhecer as novas tendências de consumo e de comportamento dos portugueses é essencial para todos os agentes do mercado, que naturalmente necessitam de adaptar as suas estratégias de posicionamento e comunicação às novas realidades. As crises são também momentos de novas oportunidades, de inovação, criatividade, mudança e estas necessitam de suportar-se em conhecimento. Julgamos que o TGI é, neste contexto, mais relevante do que nunca, pois fornece informação riquíssima para o conhecimento integral do consumidor português.

Celebramos 5 anos de TGI - Target Group Index em Portugal, consolidando a nossa posição, mas sempre inovando e procurando ir ao encontro das necessidades do mercado: a partir deste ano, o TGI passará a ser publicado duas vezes por ano com base em semestres móveis, preservando a robustez da sua amostra de 5000 entrevistas/ano, mas facultando aos seus clientes um acesso mais up to date.

Continuamos acreditar que o TGI, estudo de referência internacional sobre consumo, media e lifestyle, possibilita uma perspectiva única de 360º do consumidor português. Temos a certeza de que com o TGI continuamos a informar com rigor para que possam decidir melhor!

Parabéns a todos!

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

placeholder
Bárbara Gomes
Directora na Direcção de Estudos Sectoriais na

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais