Caminhar é a atividade que mais portugueses praticam nos tempos livres

Caminhar é a atividade que mais portugueses praticam nos tempos livres

placeholder

Segundo o estudo TGI da Marktest, o andar/caminhar está no topo das atividades de tempos livres ou hobbies mais praticados pelos portugueses.

Grupo Marktest
24 setembro 2019

Na 1ª vaga de 2019, o estudo TGI da Marktest contabiliza 5 milhões e 188 mil indivíduos que referem andar/caminhar como a atividade de tempo livre ou hobby que praticam regularmente, um número que representa 60.6% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Ouvir música é a segunda atividade com mais referências (47.1%) e ler a terceira (37.9%). Cozinha, fotografia, tecnologia, jogar cartas, palavras cruzadas, bordados e escrever completam a lista das 10 atividades de tempos livres mais referidas pelos portugueses.

Estas atividades têm, contudo, diferenças entre os vários grupos sociodemográficos. Analisando o género, por exemplo, vemos que a fotografia é a atividade que menos separa os homens das mulheres, pois os valores dos dois sexos é bastante semelhante. Ao contrário, a tecnologia ou o jogar cartas são mais apelativas para os homens, enquanto ler, cozinhar ou bordar obtêm valores bastante mais elevados junto das mulheres.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais