A geografia das legislativas de 2019

A geografia das legislativas de 2019

placeholder

Os resultados eleitorais para a Assembleia da República mostram em 2019 um novo mapa político do país. Confira os números.

Grupo Marktest
8 outubro 2019

Segundo os resultados divulgados pela Direcção Geral da Administração Interna, o Partido Socialista (PS) foi a força política mais votada nas eleições de 6 de outubro de 2019, ao obter 36.65% dos votos e 106 deputados. O PSD obteve 27.9% e elegeu 77 deputados, o BE 9.67% com 19 deputados, o PCP-PEV 6.46% e 12 deputados, o CDS-PP 4.25% e 5 deputados, o PAN 3.28% e 4 deputados, o Chega 1.3% e 1 deputado, o Iniciativa Liberal 1.29% e 1 deputado, o Livre 1.09% e 1 deputado e os outros partidos e votos brancos e nulos 5.98%. Os resultados não são os definitivos, faltando ainda apurar 4 deputados eleitos pelos círculos fora de Portugal.

Numas eleições em que estavam inscritos 9 343 084 eleitores, compareceram nas urnas 5 092 424 votantes, o que representou uma taxa de abstenção de 45.5% e de participação eleitoral de 54.5%. A taxa de participação foi mais elevada na freguesia de Isna, no concelho de Oleiros (distrito de Castelo Branco), onde 133 dos 168 inscritos foram votar (79.17%). Pelo contrário, na freguesia de Morgade, concelho de Montalegre (distrito de Vila Real), foi onde se registou a maior taxa de abstenção, pois apenas 2.15% dos 325 inscritos nesta freguesia foram votar.

Uma análise por freguesia mostra que o PS foi maioritário em 1866 das 3092 freguesias do país, tendo o PSD sido o mais votado em 1186 freguesias, o PCP-PEV em 22 freguesias, o CDS-PP em 3 freguesias e o Juntos pelo Povo (JPP) em duas. Em 13 freguesias houve empate entre dois partidos (PS e PSD em 11 freguesias e PS e PCP-PEV em 2).

Os mapas seguintes mostram a cor do partido que obteve maior percentagem de votos nos concelhos do país nas duas últimas eleições legislativas.

Quando comparado com a situação observada nas anteriores eleições, de outubro de 2015, vemos que o mapa está agora mais "rosa". O PS, que em 2015 tinha obtido maioria em 124 concelhos, ganhou agora em 223 dos 308 concelhos do país. O PSD, que em 2015 havia sido, com o CDS-PP, na coligação PàF, o partido mais votado em 179 concelhos, conseguiu agora vitória em 83 concelhos. A coligação PCP-PEV foi mais votada em 2019 em 2 concelhos, quando em 2015 tal também havia ocorrido em 5 concelhos.

Nos mapas seguintes representam-se os resultados obtidos pelos principais partidos nas últimas eleições. Assinalam-se num tom mais escuro os concelhos onde a força política obteve resultados acima da média nacional, e vice-versa. A sua análise permite concluir que no Norte do país PSD e CDS-PP têm mais peso que no resto do território, enquanto no Sul é o PS e o PCP-PEV que têm mais representação que na média. A votação no BE distribui-se sobretudo pelos concelhos do Litoral e grandes cidades, enquanto PAN, Iniciativa Liberal e Livre têm mais peso nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto. O Chega, pelo seu lado, obteve uma representação acima da média sobretudo no Sul do país.

Uma análise dos dados disponíveis por freguesia permite ainda conhecer algumas curiosidades destas eleições. Assim:

  • O PS obteve melhor votação na freguesia de Negrões (concelho de Montalegre), com 75.24% dos 105 votos aqui contabilizados;
  • O PSD obteve melhor votação na freguesia de Codessoso, Curros e Fiães do Tâmega (concelho de Boticas), com 78.48% dos 223 votos aqui contabilizados;
  • O BE obteve o melhor resultado na freguesia de Perozelo (concelho de Penafiel), com 24.11% dos 755 votos da freguesia;
  • O PCP-PEV registou um máximo de 63.28% dos 256 votos contados na freguesia de São Martinho (concelho de Alcácer do Sal);
  • O CDS-PP obteve o melhor resultado na freguesia de Boalhosa (concelho de Ponte de Lima), com 75.34% dos 73 votos aqui contabilizados;
  • O PAN conseguiu um valor mais elevado de votação na freguesia de Malcata (concelho de Sabugal), com 7.69% dos 88 votos;
  • O Chega teve maior representação em Póvoa de São Miguel (concelho de Moura), com 15.43% dos 311 votos desta freguesia;
  • O Iniciativa Liberal conseguiu um valor mais elevado de votação na freguesia da Estrela (concelho de Lisboa), com 6.87% dos 10 596 votos;
  • O Livre recolheu maior votação na freguesia de Caveira (concelho de Santa Cruz das Flores, Açores), com 8.57 dos 35 votos

Os resultados destas eleições estarão em breve disponíveis ao nível da freguesia no sistema de informação Sales Index da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais