4 milhões de hectares de superfície agrícola em Portugal
4 milhões de hectares de superfície agrícola em Portugal
placeholder
De acordo com os dados dos Censos Agrícolas, do INE, Portugal possuía, em 2019, cerca de 4 milhões de hectares de superfície agrícola utilizável.
Grupo Marktest
29 junho 2021

Os dados do Recenseamento Agrícola 2019 realizado pelo INE, cujos dados foram publicados em abril deste ano, revelam que em Portugal existem 290 mil explorações agrícolas, ocupando 4 milhões de hectares de superfície agrícola utilizável.

Os valores apresentados neste Censos, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index e na sua aplicação web Municípios Online, mostram um decréscimo de 4.5% no número de explorações agrícolas e um aumento de 8.1% na superfície agrícola utilizável, quando comparados com os do anterior Recenseamento, de 2009.

A área ocupada por culturas temporárias diminuiu 6.3%, quando comparados os períodos censitários, sendo em 2019 de 888 mil hectares. Destas, 48.7% são culturas forrageiras e 26.4% cereais para grão.

No que respeita às culturas permanentes, a área ocupada subiu 24.8% entre 2009 e 2019. Entre as culturas permanentes, destaque para o olival, que representa 43.8% do total da área de cultivo.

Em termos de efetivos animais, é de assinalar o considerável aumento de cortiços e colmeias povoadas, que mais do que triplicou o seu efetivo entre 2009 e 2019.

A população agrícola diminuiu 7.8% no período em análise, sendo agora de 274 mil produtores agrícolas. Destes, mais de 90 mil são do sexo feminino (menos 2.7% relativamente a 2009) e 89 mil são produtores agrícolas com atividade remunerada exterior à exploração agrícola (o que significa um aumento de 16.4% entre 2009 e 2019).

Em termos regionais, o Norte concentra 37.8% das explorações agrícolas, mas é o Alentejo que concentra mais área, responsável por 59.3% da superfície agrícola utilizável do país.

Valpaços é o concelho com maior número de explorações agrícolas, seguido de Bragança e Mirandela, todas com mais de 4 200 explorações.

Évora, Alcácer do Sal e Beja são os concelhos com maior área agrícola, acima de 110 mil hectares.

Um quarto desta superfície localiza-se em 11 concelhos apenas. Para além dos já mencionados, fazem ainda parte desta lista os concelhos de Montemor-o-Novo, Mértola, Serpa, Idanha-a-Nova, Ponte de Sor, Odemira, Santiago do Cacém e Moura.

A União de Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana, no concelho de Alcácer do Sal, é a freguesia com maior superfície agrícola utilizável, com 66 mil hectares.

É seguida das freguesias de Pavia (concelho de Mora), União de Freguesias de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras (concelho de Montemor-o-Novo) e União de Freguesias de Ponte de Sor, Tramaga e Vale de Açor (concelho de Ponte de Sor). Estas quatro freguesias representam 5% da área total do país destinada à agricultura.

Os mapas seguintes mostram a distribuição do número de explorações agrícolas e a superfície agrícola utilizável pelas freguesias.

Os dados estão disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index, que a Marktest desenvolve desde 1992 e na sua aplicação web Municípios Online. Consulte aqui mais informação sobre esta aplicação de geomarketing ou contacte-nos se pretender uma demonstração ou mais informações.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais