A geografia das autárquicas de 2021
A geografia das autárquicas de 2021
placeholder
Os resultados eleitorais para as Autarquias Locais mostram em 2021 um novo mapa político do país. Confira os números.
Grupo Marktest
28 setembro 2021

placeholder Segundo os resultados divulgados pela Direção Geral da Administração Interna para a eleição da Câmara Municipal, o PS foi o partido mais votado nas eleições de 26 de setembro de 2021, ao obter 34.23% dos votos, e foi também o partido que elegeu mais presidentes de Câmara, num total de 148.

O PSD conquistou 13.21% dos votos sozinho, com 72 presidências, 10.81% em coligação com o CDS-PP, com 31 presidências e 8.07% em outras coligações, com 10 presidências. O PCP-PEV obteve 8.21% dos votos, com 19 presidências. O CHEGA obteve 4.16% dos votos sem presidências. O CDS obteve 1.48% dos votos, com 6 presidências, e 0.39% em coligação com outros partidos, sem presidências. O BE obteve 2.75% dos votos e o PAN 1.14%, ambos sem nenhuma presidência. As restantes 21 presidências foram conquistadas por 21 outros partidos, coligações ou grupos de cidadãos.

Os resultados agora disponíveis são relativos a 3089 freguesias, (em 3 não se realizaram eleições) e mostram que a freguesia de Mosteiro (concelho de Lajes das Flores, Açores) foi a mais participativa neste ato eleitoral pois 92% dos 25 inscritos apresentaram-se nas urnas. Pelo contrário, a freguesia de Parada do Monte e Cubalhão (concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo) foi a que registou maior abstenção, tendo votado apenas 30.01% dos 893 inscritos nesta freguesia.

Em 39 das 3089 freguesias não houve nenhum voto em branco, em 54 freguesias não houve nenhum voto nulo e em 8 freguesias todos os votos indicaram um candidato, não havendo assim nenhum nulo ou branco.

Já entre as restantes freguesias, foi em Friões (concelho de Valpaços, distrito de Vila Real) que os votos em branco tiveram um maior peso, representando 16.51% do total de votos nesta freguesia. Os votos nulos tiveram maior expressão na freguesia de Manigoto (concelho de Pinhel, distrito da Guarda), representando 10.78% dos votos.

Os mapas mostram a cor do partido do Presidente da Câmara Municipal em 2017 e em 2021. Considerando as várias coligações com que concorreram os vários partidos a estas eleições, o PS conquistou 148 presidências de Câmara, tendo o PSD obtido 113. O PCP-PEV ganhou 19 presidências, o CDS-PP 6 e outros partidos, coligações ou Grupos de Cidadãos 21.

Quando comparado com a situação observada nas anteriores eleições autárquicas, de 1 de outubro de 2017, vemos que o mapa está menos "rosa", pois o PS (considerando coligações das eleições anteriores) perdeu 12 presidências, entre as quais a da capital, Lisboa, onde a coligação encabeçada por Carlos Moedas venceu por uma margem pouco superior a 2000 votos a lista encabeçada por Fernando Medina. O CDS-PP manteve o total de 6 presidências de Câmara, um número idêntico às presidências perdidas pelo PCP-PEV. O PSD foi o partido que mais novas câmaras conquistou, 16, passando de um total de 98 para 114. Os outros partidos e coligações e grupos de cidadãos aumentaram de 20 para 21 presidências.

Nos mapas seguintes representam-se os resultados obtidos pelos principais partidos nas últimas eleições. A sua análise permite concluir que, em termos políticos, também nas autárquicas continua a fazer sentido a divisão entre norte e sul do Continente, regiões que apresentam um padrão eleitoral diferenciado.

Notas: O mapa dos resultados do CDS-PP considera também as coligações: CDS-PP + A + PDR; CDS-PP + MPT; CDS-PP + MPT + PPM; CDS-PP + MPT + PPM + NC; CDS-PP + NC + A; CDS-PP + NC + MPT + A + PPM; CDS-PP + PDR + A + MPT; CDS-PP + PPD/PSD; CDS-PP + PPD/PSD + IL; CDS-PP + PPM + A
No mapa dos resultados do PSD estão também englobadas as coligações PPD/PSD.CDS-PP; PPD/PSD.CDS-PP.A; PPD/PSD.CDS-PP.A.MPT.PDR; PPD/PSD.CDS-PP.A.MPT.PDR.PPM.R.I.R; PPD/PSD.CDS-PP.A.MPT.PPM; PPD/PSD.CDS-PP.A.PPM; PPD/PSD.CDS-PP.IL; PPD/PSD.CDS-PP.IL.MPT.PPM; PPD/PSD.CDS-PP.MPT; PPD/PSD.CDS-PP.MPT.PPM; PPD/PSD.CDS-PP.MPT.PPM.A; PPD/PSD.CDS-PP.MPT.PPM.A; PPD/PSD.CDS-PP.MPT.PPM.A.PDR; PPD/PSD.CDS-PP.NC.PPM.A.RIR.VP; PPD/PSD.CDS-PP.PPM; PPD/PSD.CDS-PP.PPM.A; PPD/PSD.CDS-PP.PPM.IL; PPD/PSD.CDS-PP.PPM.IL.A; PPD/PSD.MPT; PPD/PSD.MPT.PPM; PPD/PSD.MPT.PPM.A; PPD/PSD.PPM; PPD/PSD.PPM.CDS-PP
O mapa de resultados do PS considera também as coligações: PS-BE-PAN-MPT-PDR; PS-PAN; PS.L; PS.PAN.L; PS.RIR

Uma análise dos dados disponíveis por freguesia permite ainda conhecer algumas curiosidades destas eleições. Assim:

  • O BE obteve melhores resultados na freguesia de Marinhais (concelho de Salvaterra de Magos), com 20.32% dos votos
  • O CDS-PP (sem coligações), registou o máximo de votação na freguesia de Ribeira de Fráguas (concelho de Albergaria-a-Velha), com 75.64%
  • O CHEGA alcançou um máximo de 43.38% na freguesia de Avelãs da Ribeira (concelho de Guarda)
  • O PAN não foi além de um máximo de 5.43% na freguesia de Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa (concelho de Vila Franca de Xira)
  • O PCP-PEV, tal como em 2009, 2013 e 2017, registou o máximo de votação na união de freguesias de Alcórrego e Maranhão (concelho de Avis), com 75.37% dos votos

  • O PS (sem coligações) conseguiu uma maior percentagem de votantes na freguesia de Negrões (concelho de Montalegre), com 82.76% dos votos
  • O PSD (sozinho), tal como em 2013 e 2017, obteve melhor votação na freguesia de Fornos do Pinhal (concelho de Valpaços), com 97.01% dos 234 votos aqui contabilizados

Os resultados destas eleições estarão em breve disponíveis ao nível da freguesia no sistema de informação Sales Index da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais