Imagem líderes: Paulo Portas “intocado”

Segundo uma análise realizada pela Marktest.com, os líderes que mais “ganham” em imagem com a sua exposição mediática são Durão Barroso, Francisco Louçã e Jorge Sampaio. Mota Amaral, Ferro Rodrigues e Carlos Carvalhas vêem a sua imagem piorar com o aumento da exposição na TV e a imagem de Paulo Portas não sofre alteração significativa.

Esta análise foi realizada pela Marktest.com com base no software e-telenews.com da Mediamonitor e nos resultados do Barómetro Marktest/DN/TSF. Observou-se, por um lado, a duração das notícias mensalmente emitidas nas televisões portuguesas sobre cada um dos líderes políticos (Presidente da República e da Assembleia da República, Primeiro-Ministro e líderes dos partidos com assento parlamentar) e, por outro lado, o saldo de respostas positivas e negativas dadas pelos inquiridos no Barómetro Marktest/DN/TSF quando solicitados a pronunciar-se sobre a actuação de cada um destes líderes.

Durão Barroso, Francisco Louçã e Jorge Sampaio são os líderes políticos cuja imagem sai mais reforçada com o aumento da sua exposição mediática (TV). Já Mota Amaral, Ferro Rodrigues e Carlos Carvalhas, vêem a sua actuação ser mais duramente avaliada com o aumento da exposição na TV. Paulo Portas, que a seguir ao Presidente da República e ao Presidente da Assembleia é o lider com melhor saldo entre avaliações positivas e negativas, regista uma correlação positiva mas muito fraca entre a sua exposição mediática e a imagem que os portugueses têm da sua actuação.

De Maio a Setembro, o líder mais exposto foi o Primeiro-Ministro, num total de 28 horas e 38 minutos. Paulo Portas foi o segundo líder a obter mais tempo de emissão nos noticiários da TV, com quase 21 horas, sobretudo centradas no último mês, que marcou a rentrée politica e cujo tema mais “quente” foi mesmo o das suspeições sobre o envolvimento de Portas no caso Moderna. Jorge Sampaio, obteve na TV referências com duração superior a 14 horas e 37 minutos.

O Presidente da República é o lider que obtém melhor saldo entre respostas positivas e negativas face à sua actuação, situação que se mantém inalterada desde Maio. Mota Amaral é igulamente bem classificado, tal como Paulo Portas, ambos em terreno positivo. Ferro Rodrigues e Francisco Louçã obtêm um saldo muito próximo um do outro e muito próximo do zero, o que significa que as opiniões dos portugueses se dividem quase equitativamente entre os que classificam as suas actuações como positivas e os que as classificam negativamente. Já Durão Barroso obtém um saldo negativo, bem como Carvalhas, sendo este o líder cuja actuação é a que obtém pior classificação por parte dos inquiridos neste Barómetro.

Clique nos Gráficos

 
 
 
 
 
 


Consulte a Ficha Metodológica do Barómetro Marktest/DN/TSF



Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais