Governo com avaliação positiva

Grupo Marktest,  13 abril 2006

De acordo com os resultados do Barómetro Político Marktest/DN/TSF, de Março, os ministros que compõem o Governo liderado por José Sócrates receberam uma avaliação média positiva.

Em Março, doze dos dezassete ministros do actual Governo receberam classificações globalmente positivas por parte dos entrevistados neste Barómetro. Cinco deles, no entanto, viram a sua actuação ser classificada de forma negativa.

O gráfico representa o saldo de imagem dos ministros, um valor calculado através do saldo de respostas que classificam positivamente a sua actuação pelas que a classificam negativamente, ponderado pelo peso das respostas expressas, em percentagem.

Jaime Lopes da Silva, ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas, foi o que obteve piores resultados (-10.7%), seguido de António Correia de Campos, ministro da Saúde, com -8.3%.

Com uma avaliação acima, mas ainda negativa, ficaram Maria de Lurdes Rodrigues (ministra da Educação) com -1.3% e José Vieira da Silva (ministro do Trabalho e Solidariedade Social) e Mário Lino (ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações), ambos com -0.5%.

Alberto Costa (ministro da Justiça) foi, entre os que obtiveram um saldo de avaliação positivo, aquele cujo valor foi mais baixo, não indo além de 1.9%.

Fernando Teixeira dos Santos (ministro de Estado e das Finanças) e Pedro Silva Pereira (ministro da Presidência), obtiveram valores semelhantes, respectivamente, 3.6% e 3.7%. A avaliação de Isabel Pires de Lima (ministra da Cultura) foi também semelhante, com 3.9%, tal como a de Nunes Correia (ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional) que obteve 4%.

Com 4.8% ficou Luís Amado (ministro da Defesa), seguido de Augusto Santos Silva (Ministro dos Assuntos Parlamentares), com 5%, logo seguido de Manuel Pinho (ministro da Economia e Inovação) com 5.1%.

O Primeiro Ministro José Sócrates obteve a quarta melhor posição relativamente aos membros do Governo, com um índice de 8.5%.

Mariano Gago (Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) ficou em terceiro lugar com 10% de saldo de imagem. António Costa (Ministro de Estado e da Administração Interna ) foi segundo, com 10.4%.

Freitas do Amaral (Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros) foi o ministro que obteve melhor saldo de imagem, tendo em conta a avaliação dos inquiridos, obtendo 11.9%.

Veja aqui a Ficha Metodológica do Barómetro Marktest/DN/TSF e consulte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais