Três milhões de mulheres usam creme de rosto

São mais de três milhões as mulheres que usam creme hidratante ou protector facial, revelam os dados do estudo Consumidor da Marktest.

Grupo Marktest,  7 novembro 2006

Segundo os resultados da edição de 2005 do Consumidor, cerca de três em cada quatro mulheres são consumidoras de creme hidratante/protector facial. O estudo contabiliza 3 126 mil portuguesas que consomem estes produtos, um número que representa 72.0% do universo composto pelas mulheres residentes no Continente com 15 e mais anos.

O número de portuguesas que consomem estes cremes de rosto tem revelado uma tendência geral de crescimento ao longo dos últimos anos.

A classe social e a ocupação são as variáveis mais dicriminantes na análise da penetração deste produto pelos vários targets, pois são as que revelam maiores diferenças de comportamento entre as mulheres.

O consumo de creme de rosto atinge quase o pleno junto das mulheres quadros médios e superiores, pois 98.4% delas diz consumir estes produtos. Entre as empregadas do comércio, serviços e administrativas o consumo atinge os 90.3% e entre as técnicas especializadas e pequenas proprietárias os 88.9%.

Entre as classes sociais, são as mulheres das classes sociais alta e média alta as que se revelam maiores consumidoras de creme de rosto, com 90.3%, um valor que no extremo oposto da escala social se situa nos 54.2%.

Entre as idades, são as mulheres mais idosas que mais se afastam do valor médio, sendo entre os 25 e os 34 anos que mais mulheres consomem este produto, 84.2%.

Nas regiões encontramos diferenças menos significativas, sendo nas regiões mais envelhecidas do Continente, o Interior Norte e o Sul, que se observa menor penetração deste produto.

Uma análise do perfil das portugueses que consomem creme hidratante/protector facial mostra ainda que 42.4% delas residem nas regiões da Grande Lisboa ou do Litoral Norte, 39.0% têm entre 25 e 44 anos, 56.6% pertencem às classes sociais média ou média baixa e 48.9% são estudantes ou reformadas ou exercem ocupações como empregadas dos serviços, comércio ou administrativas.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais