Portugueses motivados para votar no referendo

Segundo os resultados do Barómetro Marktest/DN/TSF, os portugueses mostram-se motivados para ir votar no próximo Referendo Nacional de 11 de Fevereiro de 2007.

Grupo Marktest,  1 fevereiro 2007

No Barómetro Político Marktest/DN/TSF de Janeiro, os residentes em Portugal Continental com mais de 18 anos foram convidados a dar a sua opinião acerca de diversas questões relacionadas com o próximo Referendo Nacional relativo à Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG), a realizar a 11 de Fevereiro de 2007.

Do total de inquiridos 64% vai votar de certeza, havendo ainda 17.5% que talvez vá votar e 16.2% refere que não vai votar de certeza. 2.3% não sabe.

Entre os que talvez vão votar e os que vão votar de certeza, a grande maioria (76.8%) já tem uma ideia da sua intenção de voto. 4%, apesar de já ter uma ideia, admite mudar durante a campanha, havendo ainda 18.1% de indecisos.

Quando confrontados com a questão "Concorda ou não com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada por opção da mulher, nas 10 primeiras semanas, em estabelecimento da saúde legalmente autorizado?", 54% concorda, 10.3% não concorda, e 12.6% não sabe ou não responde.

As excepções encontradas relativamente ao resultado geral encontram-se ao analisar os inquiridos por idade, região Marktest e Intenção de Voto. Com efeito, tanto os inquiridos com idade entre os 18 e os 34 anos e os 35 e 54 anos, responde afirmativamente à questão. Já na população acima de 55 anos a maioria não concorda (57.3%).

Relativamente aos resultados apresentados por região Marktest, as respostas são maioritariamente a favor, à excepção do Interior Norte, onde 47% não concorda.

Esta questão também não acolhe opinião favorável entre os eleitores PSD, onde 46.7% não concorda. Já entre os eleitores cuja intenção de voto é PS, a grande maioria é a favor (68.9%).

Considerando a hipótese de o "Sim" vencer, tendo votado menos de 50% do eleitores, os inquiridos consideram que ainda assim a Lei actual deverá ser alterada. Por outro lado, se o "Não" vencer com menos de 50% da participação do eleitorado, 46.8% os inquiridos consideram que não deverá haver alterações à Lei actual.

O universo do Barómetro Político Marktest/DN/TSF é constituído por indivíduos de ambos os sexos com idade igual ou superior a 18 anos, residentes em Portugal Continental, em lares com telefones, tendo a informação sido recolhida entre os dias 16 e 19 de Janeiro de 2007. Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais