Anuário de Media e Publicidade 2006 já disponível

A edição de 2006 do Anuário de Media e Publicidade já está disponível. Num único volume de fácil consulta, tudo o que interessa sobre o mercado publicitário e de audiência de meios, realizado com base em informação exclusiva do Grupo Marktest.

Grupo Marktest,  13 março 2007

O Grupo Marktest acaba de lançar o Anuário de Media e Publicidade 2006, um documento de consulta essencial para quem necessita de estar a par dos indicadores mais importantes sobre investimentos publicitários (na televisão, rádio, imprensa, outdoor e cinema) e audiência de meios (televisão, rádio, imprensa, cinema e internet).

Esta análise conta com informação de base produzida em exclusivo pelas empresas do Grupo Marktest, nomeadamente:

  • Audiências de televisão (Painel de audimetria, Marktest Audimetria/MediaMonitor)
  • Audiências de rádio (Bareme Rádio, Marktest)
  • Audiências de imprensa (Bareme Imprensa, Marktest)
  • Audiências de internet (Netpanel, Marktest)
  • Audiências de cinema (Bareme Cinema, Marktest) - Novo capítulo em 2007
  • Investimentos publicitários (MMW/Admonitor, MediaMonitor)

Na sua quinta edição, o Anuário de Media e Publicidade apresenta desenvolvimentos nas áreas em análise, nomeadamente no que se refere às audiências de internet, bem como um novo capítulo dedicado à análise das audiências de cinema.

Uma análise dos dados disponíveis para as audiências de televisão, permite concluir que, em 2006, os portugueses viram, em média, 3 horas e 30 minutos de televisão por dia.

O domingo foi o dia preferido pelos portugueses para verem televisão, dia onde se observou 16.2% de audiência média, um valor superior em dois pontos percentuais à média do ano.

A TVI liderou globalmente as audiências, em todos os dias da semana. As maiores variações a esta "regra" ocorreram em Junho e Julho (época em que se exibiu o Mundial de Futebol), quando a liderança coube à SIC nos sábados e nos domingos.

O prime-time televisivo ocorreu entre as 20 e as 23 horas, altura em que a audiência média atingiu 37.6%. De madrugada, até às 8 horas, a liderança foi do vídeo/outros canais (inclui cabo). Durante a manhã e a tarde (entre as 8 e as 18 horas), a liderança foi da RTP1, que cedeu o lugar à TVI a partir dessa hora até ao final do dia.

Uma análise por targets mostra que os jovens vêem menos Tv que a média do universo. Os maiores consumidores do meio são os idosos com mais de 64 anos, as donas de casa, os residentes no Grande Porto e no Sul e os indivíduos da classe social baixa.

O "efeito Morangos com Açúcar" é bem visível na análise da curva de audiência dos targets mais jovens.

Veja aqui um documento de apresentação desta publicação, bem como a listagem completa de informação disponível no relatório.

Se deseja adquirir este relatório, pode fazer a sua encomenda pelos seguintes meios:

Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais

  • Latin America 2020

    22 a 24 de abril de 2020

    ESOMAR

    Lima, Perú

    events@esomar.org

  • ONSeries Lisboa

    Nesta mostra de conteúdos televisivos de ficção nacional, estarão presentes potenciais compradores de todo o mundo.

    28 e 29 de abril de 2020

    Inside Content

    Centro Cultural de Belém, Lisboa