Crise grega nas redes sociais

Crise grega nas redes sociais

placeholder

A semana que passou foi marcada pela crise na Grécia e pelo anúncio, entretanto retirado, de um referendo grego ao segundo resgate financeiro do país, assuntos que tiveram forte repercussão nas redes sociais, de acordo com o serviço Social Media Explorer do Grupo Marktest.

Grupo Marktest
8 novembro 2011

No dia 31 de Outubro, segunda-feira, a Europa era surpreendida pelo anúncio de Georges Papandreu de que pretendia referendar o segundo empréstimo UE/FMI à Grécia. A notícia teve uma ampla repercussão também nas redes sociais, como o confirmam os dados do Social Media Explorer do Grupo Marktest.

Entre 1 e 6 de Novembro, este serviço registou 1174 menções ao Presidente grego em Notícias (RSS Feeds) e blogs e em sites como o Facebook, o Twitter e o Youtube. Estas menções registaram um máximo diário de 387 no dia 3, quando se sucederam as reacções de vários líderes europeus às intenções de Papandreu, que veio a retirar essa proposta nesse mesmo dia. Depois desta data, o número de menções a Georges Papandreu baixou, superando sempre, no entanto, a centena por dia.

No conjunto destes 6 dias em análise, as referências ao Presidente grego foram mais frequentes no Twitter, onde foram observadas 41% do total. No Facebook foram realizadas 25% das menções, em blogs 16%, em Notícias 15% e no Youtube 3%.

O Marktest Social Media Explorer é um novo serviço para monitorizar os conteúdos que circulam nas redes sociais relacionados com marcas ou personalidades. Contacte-nos se pretende mais informações sobre este serviço.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais