Classes sociais mais elevadas nas grandes cidades

Classes sociais mais elevadas nas grandes cidades

placeholder

Os dados da Marktest disponíveis na aplicação de geomarketing Sales Index evidenciam que, no Continente, os concelhos mais populosos são também aqueles onde a população pertence a classes sociais mais elevadas. Mas há exceções.

Grupo Marktest
22 julho 2014

Segundo os dados da Marktest, disponíveis no Sales Index, 42.3% dos residentes no Continente pertencem às classes sociais alta, média alta ou média enquanto 57.7% da população está nas classes mais baixas (média baixa ou baixa).

Estes dados resultam de um cálculo das classes sociais ao nível do concelho realizado com recurso a uma extensa base de dados proveniente de entrevistas realizadas entre os anos de 2010 e 2013 pela Marktest nos seus diversos estudos regulares de âmbito nacional. O universo estudado é constituído pelos residentes no Continente com 15 e mais anos, cuja dimensão é de 8 563 104 indivíduos. Utilizou-se uma amostra de 283 910 entrevistas pessoais e telefónicas, tendo os resultados sido ponderados e extrapolados para o universo.

Os dados mostram que em apenas 15 dos 278 concelhos do Continente o peso das classes sociais mais elevadas é igual ou superior a metade da sua população residente. Esses concelhos estão identificados a laranja no mapa seguinte.

Com 69.4% da sua população nas classes alta, média alta ou média, o concelho de Oeiras é o que apresenta uma estrutura social mais elevada. É seguido dos concelhos de Cascais, onde 61.6% da população residente também pertence àquelas classes sociais, e de Lisboa, com 60.5%.

Almada, Porto, Amadora, Odivelas, Faro, Coimbra, Sintra, Seixal, Maia, Alcochete, Loures e Montijo completam a lista dos 15 concelhos onde o peso da população nestas classes sociais iguala ou supera os 50%.

A análise destes dados mostra como os concelhos mais populosos são também os que apresentam uma estrutura social mais elevada. Alcochete é no entanto o concelho que mais se destaca pois tem pouco mais de 18 mil habitantes, um valor dez vezes abaixo dos restantes analisados. O facto de ser uma nova área de expansão limítrofe à Grande Lisboa seguramente explica o perfil dos seus residentes, famílias mais jovens e mais qualificadas tanto escolar como profissionalmente.

Os dados utilizados nesta análise estão diponíveis no Sales Index, que a Marktest desenvolve desde 1992. Consulte aqui mais informação sobre esta aplicação de geomarketing ou contacte-nos se pretender uma demonstração ou mais informações.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais