IAB Portugal marca lançamento com Conferência em Lisboa

IAB Portugal marca lançamento com Conferência em Lisboa

placeholder

A Leadership Conference promovida pelo IAB Portugal, e patrocinada pela Marktest, marca o arranque no nosso país desta associação que pretende maximizar os negócios digitais.

20 janeiro 2015

Decorreu no Hotel Ritz em Lisboa, no dia 15 de Janeiro de 2015, a Leadership Conference promovida pelo IAB Portugal e patrocinada pela Marktest, que teve o apoio da Kwanko e o Negócios como parceiro.

A conferência, que reuniu os principais representantes de publishers e agências de meios, marcou o arranque da associação em Portugal, que tem Bernardo Rodo como Presidente da Direção.

Fundada em 1996, o Interactive Advertising Bureau (IAB) é uma organização que pretende ajudar o desenvolvimento dos negócios digitais. Desenvolve os padrões da indústria, realiza pesquisas e fornece suporte legal para a indústria da publicidade online.

A Leadership Conference foi aberta por Bernardo Rodo, que traçou o caminho da associação em Portugal e definiu as principais áreas de atuação no nosso mercado: definição de guidelines e standards, recolha e divulgação de key facts e estatísticas proprietárias, educação e formação.

David Doty, Vice-Presidente Executivo e CMO do IAB, fez uma detalhada apresentação do percurso, abrangência e objetivos do IAB, instituição presente em 43 países e congregando mais de 650 membros, responsáveis por 86% da publicidade digital nos EUA.

Ressaltando que "no digital não existem fronteiras" e que por isso os desafios e oportunidades são os mesmos em todos os países, David Doty focou a relevância de instituições como o IAB, que congregam meios, anunciantes e agências, para dar credibilidade em todo o processo, definir padrões de atuação e fazer crescer os negócios digitais.

Na sua intervenção, deu ênfase aos principais objetivos da associação para os próximos anos: dar confiança em todo o processo do marketing digital; fazer com que as métricas façam sentido; fazer uma transformação junto dos publishers; ajudar na construção digital de marcas; levar o mobile ao mainstream.

A mesa-redonda dedicada ao tema Eficácia do Investimento Digital, moderada por Helena Garrido, Diretora do Jornal de Negócios, contou com a participação de Alberto Rui Pereira, CEO em Portugal da IPG Mediabrands, Fernanda Marantes, Diretora-Geral da Havas Media Group, José Pedro Dias Pinheiro, CEO do Group M, Luis Mergulhão, CEO da OMD Portugal Group, Manuel Falcão, Diretor-Geral da Nova Expressão, e Nuno Frazão, CEO da Dentsu Aegis Network.

Confrontados com a questão de definir os três principais desafios do setor do investimento em publicidade digital, todos foram unânimes em considerar que esses desafios são: a necessidade de trazer credibilidade ao digital e aos negócios do digital; ter métricas reconhecidas que sirvam de referência, à semelhança do que existe nos outros meios; ter capacidade de no meio digital se concretizarem negócios.

Tendo em conta estes desafios, é visto como muito relevante a entrada em Portugal de uma instituição como o IAB. Num mercado em transformação, a associação poderá ter um papel importante também ao nível da auto-regulação e da vigilância sobre a fraude. A introdução de medidas não apenas quantitativas, mas também qualitativas, foi outra das ideias avançadas para responder à aceleração e mudança constante deste meio.

Miguel Eiras Antunes, Partner da Deloitte, sintetizou as principais evoluções recentes pelas quais passou o meio digital e traçou algumas das tendências de futuro nesta área, sendo de destacar a questão do multi-screening, da relevância crescente dos vídeos de curta duração, da complementaridade dos serviços de Tv assim como a importância da segmentação de conteúdos para um consumidor cada vez mais segmentado.

A última mesa-redonda foi dedicada ao tema Conteúdos Vídeo em Multiplataforma. Foi moderada por Helena Garrido e contou com a participação de António Casanova, Presidente da APAN, Pedro Araújo e Sá, Administrador da Cofina Media e Miguel Eiras Antunes.

Discutiu-se a evolução recente dos media assim como os desafios dos media locais, que em Portugal se confrontam com uma quebra de cerca de 50% face ao ocorrido oito anos antes.

Segmentar conteúdos, segmentar clientes, produzir conteúdos de qualidade e eficazes, ajustados aos clientes e ao meio, foram alguns dos pontos-chave referidos.

No encerramento da conferência esteve Teresa Moreira, Diretora-Geral do Consumidor, que deu a visão do Governo sobre as questões relacionadas com a publicidade digital e a proteção dos direitos dos consumidores.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais