Menos portugueses com crédito consolidado

Menos portugueses com crédito consolidado

placeholder

Os resultados do estudo Basef Banca da Marktest mostram uma tendência de recuo no recurso ao crédito consolidado entre os portugueses.

Grupo Marktest
17 outubro 2017

Entre janeiro e setembro de 2017, o Basef Banca da Marktest contabiliza 2 milhões e 342 mil indivíduos que têm pelo menos um crédito consolidado ativo, um valor que representa 32% do total de residentes no Continente com 15 e mais anos, possuidores de conta bancária e que identificam o banco onde têm conta.

O número de portugueses que recorre ao crédito consolidado tem-se mantido relativamente estável, embora registe uma tendência para uma pequena quebra. Na última década, os valores oscilaram entre 32% e 35.7%. O valor de 2017 é assim o mais baixo do período em análise.

O crédito consolidado regista uma grande dispersão entre as várias faixas etárias, com os valores a atingirem um máximo de 55.3% entre os bancarizados dos 35 aos 44 anos. Entre as classes sociais, também se regista um valor acima da média junto das classes mais elevadas (44.2%).

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Basef Banca da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais