Municípios gastam 57 euros per capita com proteção do ambiente

Municípios gastam 57 euros per capita com proteção do ambiente

placeholder

Os dados do INE, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index da Marktest e na sua aplicação web Municípios Online, mostram que em 2016 os municípios portugueses despenderam uma média de 57 euros por habitante em proteção do ambiente.

Grupo Marktest
11 setembro 2018

Segundo os dados do INE, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index e na sua aplicação web Municípios Online, em 2016, os gastos municipais em proteção do ambiente ascenderam a 592 milhões de euros.

Este valor corresponde a um crescimento de 11.8% face ao observado 15 anos antes, em 2001.

Viana do Castelo, Mourão, Cascais, Sousel e Ourique estão entre os concelhos onde o acréscimo de despesas com o ambiente foi maior neste período.

Os gastos municipais com o ambiente equivalem a uma média de 57 euros per capita. Mas em Barrancos, Cascais ou Sardoal estas despesas superam os 200 euros per capita.

74% das despesas municipais com o ambiente dizem respeito à gestão de resíduos, que em Évora e Vila Franca do Campo absorvem todo o orçamento do ambiente.

A proteção da biodiversidade e da paisagem representa 23.5% das despesas municipais com o ambiente e outros domínios 2.1%.

Em Viana do Castelo, Santana, Braga, Castelo Branco, Vila da Praia da Vitória, Nazaré e Covilhã todas as despesas em ambiente são dirigidas para a proteção da biodiversidade e da paisagem, enquanto em Évora, Vila Franca do Campo e Lajes das Flores este domínio não teve nenhuma verba afeta neste ano.

Os dados estão disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index, que a Marktest desenvolve desde 1992 e na sua aplicação web Municípios Online. Consulte aqui mais informação sobre esta aplicação de geomarketing ou contacte-nos se pretender uma demonstração ou mais informações.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais