WhatsApp duplica em 3 anos e Instagram quadruplica em 6

WhatsApp duplica em 3 anos e Instagram quadruplica em 6

placeholder

Uma análise dos resultados do estudo Os Portugueses e as Redes Sociais revela que, embora o Facebook seja a rede com mais utilizadores em Portugal, o WhatsApp e o Instagram têm registado um crescimento assinalável entre nós.

Grupo Marktest
1 outubro 2019

De acordo com os dados do estudo Os Portugueses e as Redes Sociaisda Marktest, o Facebook é a rede social onde mais portugueses têm conta: 95.3% dos utilizadores de redes sociais refere ter conta no Facebook.

Mas outras redes têm mostrado um trajeto assinalável e que, a manter-se no mesmo ritmo de crescimento, disputarão a liderança nos anos mais próximos.

O WhatsApp, cuja análise se iniciou em 2016, ocupa a 2ª posição, com 74.2% de penetração, o que corresponde a uma duplicação dos valores de há três anos.

Analisado pela primeira vez este ano, o Messenger entra para a 3ª posição, com 70.8%, o que coloca o Instagram em 4º, com 67.9%, valor que, no entanto, equivale a mais que uma quadruplicação do observado em 2013.

O Youtube, pelo seu lado, mantém uma trajetória estável mas com tendência positiva, registando 53.9% de penetração e encerrando o top 5 de 2019.

Um top um pouco diferente é encontrado quando pedimos aos inquiridos neste estudo que indicassem qual é que é a rede social (apenas uma) que utilizam mais. As respostas mantêm o Facebook na liderança, com o Instagram a subir à segunda posição e o WhatsApp a baixar à terceira. O Youtube sobe à 4ª e o Messenger baixa para 5º.

Estes resultados são, no entanto, muito diversos segundo o perfil dos entrevistados. Veja-se o caso dos mais jovens (15/24 anos), que têm no Instagram a rede que utilizam com mais frequência e que apresentam a seguinte tendência desde 2011:

Este estudo parte de uma quantificação de 5 milhões e 100 mil utilizadores de redes sociais, residentes no Continente com idades compreendidas entre 15 e 64 anos, dada pelo estudo Bareme Internet da Marktest.

Consulte o folheto de apresentação deste estudo onde encontra mais detalhe sobre as áreas temáticas abordadas e contacte-nos para mais informações sobre este estudo.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais