Jogos instantâneos ganham quota

Jogos instantâneos ganham quota

placeholder

Os dados do estudo TGI da Marktest mostram como os jogos instantâneos estão a ganhar relevância entre os apostadores nacionais.

Grupo Marktest
26 novembro 2019

Os resultados da vaga de julho de 2019 do estudo TGI da Marktest evidenciam que mais de cinco milhões de portugueses apostaram na lotaria ou outros jogos de sorte nos últimos 12 meses, um valor que corresponde a 60.2% dos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Este hábito apresenta diferenças por género (com os homens a registar maior percentagem), mas é sobretudo entre as várias idades que se observam mais diferenças de comportamento, com os valores a subir gradualmente até aos 64 anos, quando cerca de 3 em cada 4 indivíduos tem este hábito.

Os dados do TGI mostram ainda que as preferências pelos vários tipos de jogos estão a mudar, com os jogos instantâneos a ganhar relevância nos últimos anos. Se, em 2008, 6.8% dos jogadores referia apostar em jogos instantâneos, em 2019 esse valor sobe para 47.5%, cerca de 7 vezes aquele valor. No período em análise, a penetração deste tipo de jogos entre os apostadores cresceu mais de 20% ao ano, em média.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal, é um estudo único que num mesmo momento recolhe informação para 17 grandes sectores de mercado, 280 categorias de produtos e serviços e mais de 3000 marcas proporcionando assim um conhecimento aprofundado sobre os portugueses e face aos seus consumos, marcas, hobbies, Lifestyle e consumo de meios.

Presente em mais de 60 países nos 5 Continentes, o TGI poderá ainda caracterizar mercados internacionais com vista ao conhecimento dos consumidores além fronteiras.

Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais