Governo de Sócrates Chumbado
Grupo Marktest,  25 agosto 2005

placeholder São poucos os ministros do governo chefiado por José Sócrates que agradam aos portugueses. A avaliação média da actuação dos vários ministros recebe nota negativa dos inquiridos no Barómetro Político Marktest/DN/TSF de Julho.

De acordo com os resultados de Julho de 2005 deste Barómetro, o índice médio de avaliação da actuação dos membros do Governo é de 0.76 para o conjunto dos 15 ministros liderados por José Sócrates, sendo a unidade o valor que diferencia avaliações positivas (acima de um) das avaliações negativas (abaixo de um).

Jaime Lopes da Silva é o membro do Governo com pior avaliação, contrariamente a Freitas do Amaral, que recebe a melhor nota. O próprio Primeiro-Ministro recolhe opiniões negativas, registando uma avaliação abaixo da média do Governo.

placeholder

Apenas dois dos ministros deste Governo receberam nota positiva dos inquiridos neste Barómetro. Freitas do Amaral, Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Mariano Gago, Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, foram os únicos a obter um índice de avaliação superior a 1 (1.55 e 1.16, respectivamente), o que indica que a sua actuação é vista como positiva pelos inquiridos neste Barómetro.

António Costa, Ministro de Estado e da Administração Interna é outro dos ministros melhor colocados junto da opinião pública portuguesa, recebendo um índice de avaliação de 0.93.

Ainda acima da média do Governo, posicionaram-se, embora com nota negativa, Alberto Costa (Ministro da Justiça) e Isabel Pires de Lima (Ministra da Cultura), com um índice de avaliação de 0.85 e 0.77, respectivamente.

O Primeiro-Ministro, José Sócrates, com um índice de 0.73, bem como os restantes ministros, estão no grupo de ministros avaliados de forma mais dura pela opinião pública, com um índice abaixo da média dos membros do Governo.

Neste grupo incluem-se ainda Maria de Lurdes Rodrigues (Educação), Luís Amado (Defesa Nacional), Nunes Correia (Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional), António Correia de Campos (Saúde), Augusto Santos Silva (Assuntos Parlamentares), José Vieira da Silva (Trabalho e Solidariedade Social), Pedro Silva Pereira (Presidência), Manuel Pinho (Economia e Inovação), Mário Lino (Obras Públicas, Transportes e Comunicações) e Jaime Lopes da Silva (Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas).

Nesta análise foi utilizado o índice de imagem criado pela Marktest que permite comparar os resultados obtidos pelos vários ministros e reduzir o efeito que as não respostas têm nos resultados da sondagem. Este índice resulta do rácio das avaliações positivas pelas negativas ponderado pela percentagem de respostas expressas. Valores superiores a 1 significam avaliações positivas e valores inferiores a 1 significam avaliações negativas da actuação do ministro.

O Barómetro Político Marktest/DN/TSF Julho de 2005 teve a seguinte Ficha Metodológica.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • The Art & Science of Inovation

    16 a 18 de junho de 2024

    ESOMAR

    Chicago, EUA

    events@esomar.org

  • 30 anos CNPD

    A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) realiza uma conferência internacional, integrada nas comemoraçãoes do seu 30º aniversário.

    24 de junho de 2024

    Comissão Nacional de Proteção de Dados

    Sala do Senado, Assembleia da República, Lisboa

    geral@cnpd.pt