MediaMonitor TV Tops

MediaMonitor,  3 janeiro 2006

Na semana do Natal, o último cap]itulo da novela Ninguém como Tu liderou o Top 10 programas, com 25.9% de audiência média e 67.2% de share. O futebol, com o jogo entre o V. Setúbal e o Benfica, e a novela Dei-te Quase Tudo são os programas que se seguem. O debate para as Presidenciais entre Cavaco Silva e Mário Soares ficou na quarta posição, sendo este o único programa da RTP a figurar no Top. A mesma situação verificou-se com o Jornal da Noite, da SIC, a fechar o top na décima posição.

As Eleições Presidenciais continuam a merecer grande destaque, os últimos debates entre candidatos, e os resultados das sondagens são os assuntos mais comentados. A quadra festiva, com destaque para o consumismo característico do Natal, são os destaques da semana.

As seis primeiras posições, à semelhança de semanas anteriores, pertencem aos candidatos presidenciais seguidos do Primeiro-Ministro José Sócrates.

O destaque maior desta semana vai para Mário Soares, seguido por Jerónimo de Sousa, Francisco Louçã, Cavaco Silva e Manuel Alegre. Dos assuntos em destaque destaca-se a divulgação de mais uma sondagem e o debate mais aguardado entre Mário Soares e Cavaco Silva.

Os outros grandes temas da semana foram:

O Primeiro-ministro, José Sócrates fez uma visita surpresa a Cabul, para um almoço com as tropas portuguesas. O governo anuncia ainda que quer avançar com a construção da Barragem do Rio Sabor.
Os Ministérios das Finanças e Justiça vão partilhar instalações, o programa piloto será em Mértola.
Ministro da Justiça Alberto Costa entregou a Jorge Sampaio os pedidos de indultos de Natal para reclusos.
O Príncipe Aga Khan esta em Lisboa para promover o seu projecto de apoio à pobreza em Portugal.
O candidato ao maior Pai Natal insuflável do mundo está instalado na Batalha perto de Leiria.
O piloto Luís Santos, que esteve detido na Venezuela durante mais de um ano chegou a Lisboa, onde agradeceu o apoio dos colegas e amigos.
No desporto, a Liga portuguesa despede-se até ao próximo ano sem surpresas na frente da classificação, a crise do Vitória de Setúbal parece em vias de solução. Com a aproximação do período de transferências de Janeiro os clubes procuram ajustar os planteis para o resto da época.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais