Marktest adopta procedimentos abertos na divulgação de sondagens políticas
Marktest,  10 janeiro 2006

placeholderDe um modo geral, nas sondagens eleitorais que são divulgadas publicamente, apenas se vê o produto final e, na verdade, só ele pode ser avaliado em confrontação com a realidade eleitoral. Embora a ficha técnica, de publicação obrigatória, pretenda esclarecer sobre o modo de obtenção dos resultados, ela é muito incompleta, fica muito aquém do que a lei estabelece e raramente informa sobre opções e outros procedimentos detalhados que o técnico, por vezes, tem de fazer.

Expressando-se nos meios de comunicação, nos blogs e nas intervenções publicas, aqueles que de forma mais crítica e esclarecida analisam os resultados das sondagens acham que as fichas técnicas são incompletas e insuficientes. Por isso querem saber mais sobre a forma como as sondagens são realizadas, sobre as opções feitas e reclamam, justamente, uma política de open-source a acompanhar a divulgação dos resultados das sondagens. Acrescentam que com as facilidades da comunicação digital, a falta de espaço ou de tempo, não poderão mais ser invocados como argumento para reduzir ou comprimir as fichas técnicas.

A Marktest é uma empresa comercial; mas neste caso entende que não tem nenhum know-how a proteger que justifique qualquer secretismo sobre as suas opções técnicas na realização de sondagens. Por isso declara que aceita aderir ao princípio de open source. Mais do que a preocupação de cumprir a lei motiva-nos o desejo de credibilizar o sector e o de recolher contributos para melhorar a qualidade dos serviços.

Salvaguardados os preceitos legais e deontológicos e os compromissos comerciais que nos vinculam, comprometemo-nos a divulgar de forma exaustiva os procedimentos adoptados na realização de sondagens políticas e de opinião. Essa divulgação será feita junto dos órgãos de informação que as encomendam e também neste site. Dentro deste espírito de abertura, responderemos publicamente a todos os pedidos de esclarecimento que sejam formulados de forma pertinente, correcta e construtiva.

A Direcção


NOTA: A primeira ficha técnica neste novo modelo pode ser consultada aqui.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais