Medidas do Governo impopulares

Os dados do Barómetro Marktest/DN/TSF de Outubro mostram que as medidas recentemente anunciadas pelo Governo não recolhem o acordo da opinião pública.

Grupo Marktest,  14 novembro 2006

No Barómetro Marktest/DN/TSF de Outubro, os entrevistados, residentes em Portugal Continental com 18 e mais anos, foram convidados a dar a sua opinião acerca de algumas medidas económicas e outras reformas levadas a cabo pelo Governo.

Quando questionados acerca da pretensão do Governo em cobrar, a 45% dos portugueses, taxas de internamento nos hospitais a partir do ano que vem (cerca de 5 euros até ao máximo de 14 dias de internamento), 73.9% não concorda com esta medida. Há ainda 22.3% de entrevistados que concorda com esta decisão e 3.8% não sabe ou não responde.

A estratégia orçamental do governo para o próximo ano, com vista ao equilíbrio das finanças públicas, também não agrada à maioria dos inquiridos. 40.7% afirmou não concordar com esta estratégia e 31.2% concorda. 28.1% não sabe ou não responde.

Observa-se ainda que, em todos os segmentos da população, a maioria das opiniões é negativa face à estratégia orçamental do Governo. A única excepção é entre os inquiridos cuja intenção de voto é PS, 60.5% está a favor desta estratégia e 15.7% não concorda. Pelo contrário, entre a população cuja intenção de voto é PSD, apenas 29.4% é a favor e 49% é contra.

Entre outras, o Governo anunciou reformas na saúde, educação e administração pública. Os entrevistados pelo Barómetro Político fizeram uma avaliação destas acções governativas.

A maioria dos inquiridos considerou estas acções como negativas (47.7%) e 35.9% considerou-as positivas. Houve ainda 17% que não respondeu ou não soube responder.

Também nesta pergunta se verificaram algumas discrepâncias em alguns segmentos, comparativamente ao resultado geral. De facto, entre a população masculina 45.1% considera positivas estas acções governativas e 41.8% considera-as negativas. Entre os eleitores PS, há 65.7% que avalia positivamente estas reformas do Governo e apenas 23.3% as avalia de forma negativa.

Veja a Ficha Metodológica do Barómetro Marktest/DN/TSF e contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais