Onde vivem as famílias portuguesas
Comemora-se hoje o Dia Internacional das Famílias. Uma análise da Marktest mostra como são e onde vivem as famílias portuguesas.
Grupo Marktest,  15 maio 2007

placeholder O último Recenseamento Geral da População, realizado pelo INE em 2001, contabilizava 3 650 757 famílias residentes em território nacional. Este número veio revelar um significativo aumento face ao valor observado no anterior Recenseamento, mostrando um crescimento de 16.0% relativamente a 1991.

Este Censo, cujos resultados estão disponíveis no sistema de informação Sales Index da Marktest, mostrou ainda que a população cresceu 5.0% em dez anos, o que significa que a dimensão média das famílias baixou significativamente. De facto, se em 1991 a média seria de 3.14 indivíduos por família, em 2001 esse valor baixou para os 2.84, menos 9.5% do que então.

Apesar das alterações ocorridas, a estrutura regional parece ter-se mantido estável. Na lista dos cinco concelhos com famílias mais numerosas os protagonistas são os mesmos tanto em 1991 como em 2001: Vila Franca do Campo, Câmara de Lobos, Ribeira Grande, Lagoa e Machico ( o 2º e o 5º, da Madeira, os restantes dos Açores).

Entre os cinco concelhos com famílias de menor dimensão, também há manutenção em 3 deles: Nisa, Idanha-a-Nova e Penamacor (distrito de Portalegre, o 1º e de Castelo Branco os restantes), contando-se ainda em 2001 Pampilhosa da Serra (distrito de Coimbra) e Alcoutim (distrito de Faro).

Os dois primeiros mapas apresentam o número médio de pessoas nas famílias em 1991 e em 2001. No terceiro, pode observar-se quais os concelhos que apresentam, em 2001, dimensão média das famílias superior, igual ou inferior à média nacional.

Pela análise destes mapas, ficam evidentes as diferenças regionais face a esta questão, com os concelhos do litoral norte a revelarem valores superiores à média nacional.

Albufeira, Sintra, Maia, Sesimbra e São Brás de Alportel foram os concelhos que maior crescimento registaram entre os Censos em número de famílias residentes, com taxas superiores a 44%.

Pelo contrário em Gavião, Vila Velha de Ródão, Penamacor, Mação e Idanha-a-Nova registaram-se as maiores quebras entre os Censos, superiores a 12%.

Esta análise foi realizada com base em informação constante no sistema Sales Index da Marktest. Contacte-nos se pretende mais informação sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • The Art & Science of Inovation

    16 a 18 de junho de 2024

    ESOMAR

    Chicago, EUA

    events@esomar.org

  • 30 anos CNPD

    A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) realiza uma conferência internacional, integrada nas comemoraçãoes do seu 30º aniversário.

    24 de junho de 2024

    Comissão Nacional de Proteção de Dados

    Sala do Senado, Assembleia da República, Lisboa

    geral@cnpd.pt