Os portugueses e o turismo “virtual”
Um estudo da Marktest mostra que a maioria dos internautas nacionais utiliza a própria Internet como principal fonte para recolher informação sobre viagens. Saiba mais detalhes.
Grupo Marktest, 9 setembro 2008

placeholder De acordo com uma recolha efectuada no estudo Netbus da Marktest, realizada em exclusivo para a Marktest.com Notícias, mais de metade dos inquiridos referiram utilizar a Internet como principal fonte para recolher informação sobre viagens.

Entre os 400 inquiridos nesta sondagem online, 57.5% referiu a Internet, à frente das agências de viagens (17.2%), familiares e amigos (11.3%) ou revistas especializadas (4.0%).

placeholder

Os resultados deste estudo, realizado online junto de residentes no Continente com idades compreendidas entre os 18 e os 64 anos, mostram assim que a Internet se apresenta como um meio muito relevante para o sector do turismo.

Os homens, os indivíduos entre os 35 e os 44 anos, tal como os residentes no Litoral Centro e os indivíduos das classes sociais alta e média alta foram os que mais referiram utilizar a Internet como principal fonte para recolher informação sobre viagens.

placeholder

Outra das questões abordadas nesta sondagem disse respeito aos serviços subscritos/adquiridos ou pesquisados através da internet nos últimos 12 meses. Face a esta questão, vemos que a actividade mais frequente é a ligada à pesquisa de informação sobre locais, já que 52.9% disse ter lido na Internet acerca da cultura, tradições ou eventos de um local específico. 47.2% dos inquiridos decidiram visitar um determinado destino a partir das suas consultas online e 38.8% escolheram um hotel para ficar.

placeholder

Estas actividades variam, no entanto, de acordo com o perfil dos inquiridos. Uma análise por sexo mostra, por exemplo, que os homens apresentam índices superiores às mulheres nas seguintes actividades online relacionadas com as viagens e o turismo: decidiu visitar um determinado destino (48.9% eles, 45.6% elas); reservou um hotel ou outro estabelecimento hoteleiro (36.3% eles, 31.2% elas); escolheu um local para comer num determinado destino (24.9% eles, 19.3% elas). As mulheres apresentaram índices superiores face às seguintes questões: leu acerca da cultura, tradições ou eventos de um local específico (59.1% elas, 46.3% eles); escolheu um hotel para ficar (40.5% elas, 37.0% eles); escolheu atracções ou actividades para ver ou fazer (37.7% elas, 30.0% eles); adquiriu bilhetes de avião (36.9% elas, 28.0% eles) ou escolheu uma companhia aérea (25.3% elas, 21.8% eles).

Esta sondagem foi realizada no Netbus da Marktest, entre 28 de Julho e 7 de Setembro de 2008, com a seguinte a Ficha Técnica. Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais